Sorocaba inaugura 8º CAPS para fortalecer a Rede Psicossocial

Por: Marcelo Almeida Jr
Foto: Felipe Pinheiro

No dia em que é comemorado a luta antimanicomial, movimento que impulsionou para acontecer a Reforma Psiquiátrica brasileira, Sorocaba ganhou seu 8º CAPS (Centro de Atenção Psicossocial). O prefeito José Crespo inaugurou oficialmente a unidade na manhã desta sexta-feira (18). Nomeada como “Viver em Liberdade”, a unidade de categoria tipo III visa o atendimento de pessoas com sofrimento e/ou transtornos mentais graves e persistentes, além de proporcionar serviços de atenção contínua com funcionamento 24 horas, incluindo feriados e finais de semana.

A nova unidade é a terceira do gênero na cidade e passa a integrar a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), sendo administrada por meio de gestão compartilhada entre a Prefeitura e a Associação Paulista de Gestão Pública (APGP).

O novo CAPS III está localizado na rua Bayard Nobrega de Almeida, 49, no Jardim Prestes de Barros, Zona Leste de Sorocaba. Seu território de abrangência será as seguintes Unidades Básicas de Saúde: Escola, Vila Hortência, Barcelona, Vila Santana, Vila Haro, Jardim Sabiá, Aparecidinha, Cajuru, Éden e Brigadeiro Tobias. O CAPS III Leste atenderá entre moradores dos Serviços Residenciais Terapêuticos e moradores do território. Podendo ainda, dar suporte às outras regiões caso necessário.

“Sorocaba hoje é uma referência no atendimento da área de saúde mental. Nossa rede promove uma assistência de excelência e muito humanizada”, ressaltou o chefe do Poder Executivo. Crespo também destacou sobre a importância da gestão compartilhada para trazer melhorias à cidade.

Para a secretária de Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, os CAPS têm por objetivo oferecer aos seus usuários um tratamento que alia o acompanhamento clínico e os cuidados de reintegração social. “Estou muito feliz em participar de uma inauguração dessa, ainda mais no dia em que marca a luta antimanicomial. Que a gestão de saúde possa sempre ter ganhos maiores em nossa cidade”, expressou a titular da pasta.

De acordo com a coordenação de saúde mental, a unidade contará com equipe multiprofissional de três médicos psiquiatras, dois psicólogos, um assistente social, um terapeuta ocupacional, quatro enfermeiros, cinco técnicos de enfermagem, além das categorias administrativas, e atenderá uma estimativa de 800 pessoas por mês.

A Rede Municipal de Saúde Mental atualmente conta com oito CAPSs (Centro de Atenção Psicossocial), sendo três delas voltadas ao público infanto-juvenil. Em 2017, foram prestados cerca de 70 mil atendimentos médicos e multiprofissionais nas sete unidades. Sorocaba também mantém 40 Residências Terapêuticas que abrigam quase 400 moradores, egressos de hospitais psiquiátricos.

Ao final do evento, Crespo convidou os usuários da rede para ajudarem ele no ato solene da apresentação da placa de inauguração da unidade. A solenidade também contou a participação do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Milton Sanches, do diretor da APGP, Pedro Thomaz, da coordenadora do CAPS, Valéria Correa, dos membros da coordenação de saúde mental e dos assistidos da RAPS.

Tags: