Equipe do Saae aprimora técnica para elevar durabilidade de tubulações

Por ordem do prefeito José Crespo, o Saae-Sorocaba aprimorou os conhecimentos técnicos dos seus profissionais na área de instalação de redes de forma a usufruir ao máximo da durabilidade das tubulações e conexões de ferro fundido. Cerca de 160 encanadores e agentes de apoio de saneamento concluíram, na semana passada, um curso promovido pela autarquia, em parceria com empresa fornecedora desses produtos. “Trata-se de material que, por ao menos meio século, terá baixa necessidade de manutenção”, afirma o diretor-geral do Saae-Sorocaba, Ronald Pereira da Silva. Essa ainda é mais uma das ações de combate às perdas de água tratada, determinada pelo prefeito.

O diretor Operacional de Água, Marcelo Moretto, explica que, apesar da montagem da tubulação de ferro fundido ser simples, quando os profissionais se atentam aos detalhes do serviço em execução, além do limite máximo da durabilidade, a estrutura permanece mais estanque (vedada) e com mais qualidade. Participaram do curso os profissionais dos setores de manutenção de água, rede de água, ligação de água e hidrometria.

Ainda foram apresentados equipamentos, ferramentas utilizadas disponíveis ou existentes, manutenção, blocos de ancoragem, tipos de juntas e juntas de travamento, a possibilidade de se fazer uma curva na tubulação sem usar conexões (deflexão angular), resistência do material e durabilidade.

O curso foi organizado pelo engenheiro de saneamento do Departamento de Água do Saae-Sorocaba, Charles Alessandro de Camargo. Segundo Camargo, também foi explicado o processo de fabricação do material na fundição e, por exemplo, como é transformado o ferro fundido cinzento em ferro fundido dúctil (mais flexível). As instruções foram proferidas pelo engenheiro Daniel Silas, da empresa Saint Gobain.