Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/alunos-da-rede-municipal-tem-atencao-especial-no-periodo-de-adaptacao/
Acessado em: 17/10/2018 - 03h37

Alunos da Rede Municipal têm atenção especial no período de adaptação

Por: Lucas Monteiro - Programa de estágio

Foto: Fernando Abreu

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Educação (SEDU), está orientando os pais dos alunos da rede municipal de ensino, em especial aos com idade de 0 a 3 anos (creche), quanto ao período de adaptação do início do ano letivo, que começou na última segunda-feira, dia 05.

A adaptação de uma criança é aquele primeiro momento onde ela deixará de ficar totalmente sem os cuidados dos pais passando a ser cuidada por professores e pessoas capacitadas para essa atividade, porém um universo novo, com atividades novas.

De acordo com a secretária de Educação, Marta Cassar, este é um período muito particular, onde cada criança responde de uma maneira, “nós temos a obrigação de conscientizar os pais das crianças sobre a importância deste momento, que acomete crianças até do ensino fundamental, mas ocorre principalmente no período de creche,” contou ela.

Nas unidades escolares de Sorocaba, o período para alunos de 0 a 3 anos funciona com a presença dos pais. De acordo com Marta Cassar, “na primeira semana, os pais são convidados a ficarem no ambiente escolar junto ao filho, na segunda semana eles começam a se afastar, ficam pouco tempo. Já na terceira semana, a presença é bem menor e, assim, é finalizada esta adaptação”, relatou Marta.

Segundo Adilene Cavalheiro, gestora de desenvolvimento educacional da Secretaria de Educação, “o primeiro contato de uma criança com uma instituição de ensino é o momento de novas experiências e descobertas, e deve-se auxiliá-la durante esse momento. A escola precisa planejar essa vinda do instante que a criança chega até que ela saia daquele ambiente, considerando o tempo e o espaço dela”, explicou.

Para os alunos da pré-escola – de 4 a 5 anos – até as crianças do ensino fundamental, este período é menor, de uma semana, porém tão imprescindível quanto os outros períodos. Em algumas escolas da rede municipal de ensino de Sorocaba, foi realizada uma espécie de confraternização já no primeiro dia de aula, para que este contato não causasse tanto impacto, revelou Adilene Cavalheiro. “Nós orientamos os professores a entenderem que eles também são responsáveis por este processo de adequação da criança, então são importantes ações como esta,” finalizou Adilene.