Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/alunos-do-cei-83-adquirem-novos-habitos-adeus-fraldinha/
Acessado em: 22/11/2019 - 10h47

Alunos do CEI 83 adquirem novos hábitos com projeto “Adeus, Fraldinha”

Por: Gabriel Lara (Programa de Estágio) - Supervisão de Neide Barbosa

As professoras responsáveis pela creche do CEI 83 Maria Carmem Rodrigues Saker, localizada no Jardim Lena (Eden), concluíram no final do mês junho as atividades do projeto semestral “Adeus, Fraldinha”, por meio de métodos interdisciplinares que incentivaram as crianças ao uso do banheiro. O projeto teve como objetivo desenvolver a autonomia e a higiene de crianças na faixa etária de dois anos que ainda estão no período de desfraldamento.

De acordo com a diretora da unidade, Leila Aoki, “o projeto é contínuo, realizado em etapas para a melhor assimilação das crianças, mas respeitando o tempo de cada uma, o processo é feito com naturalidade”, diz.

A conclusão do semestre se deu de forma bem-humorada em um “Chá de Desfralde”, em que os pais participaram e os alunos receberam um certificado e um suporte de calcinha ou cueca, simbolizando a conclusão de mais uma etapa do seu desenvolvimento.

Entendendo a introdução à vida escolar como um período de estranhamento e desafios para a criança, as professoras Simone Ferreira, Cristina Mendes e Priscila Pereira iniciaram o projeto sob a coordenação da orientadora pedagógica Talita Noronha, trabalhando aspectos como o reconhecimento dos pequenos como indivíduos, os cuidados com o próprio corpo e o respeito ao próximo, através de rodas de conversa, atividades artísticas e introdução às ciências da natureza e da sociedade. “Esse trabalho é passado às professoras como parte da formação pedagógica que aplicamos na escola”, explica Talita.

Também foi utilizado um mural para mostrar o processo de cada um dos alunos ao concluir as etapas ensinadas: Pedir para ir ao banheiro; Uso da descarga sem desperdiçar água e Higienização das mãos. “Além da criação de novos hábitos, eu percebi que essa tabela contribui para a construção de senso de responsabilidade de muitos deles”, contou a professora Simone.

Apesar de se tratar de um projeto de “identidade e autonomia”, muito do sucesso do projeto se deve pela extensão da conversa para a participação das famílias. “É essencial que os pais entendam a individualidade de seus filhos para que eles tenham essa autonomia e se acostumem com esses novos hábitos”, explicou a professora Priscila.

Muito Mais Por Sorocaba!