Botão do Pânico é apresentado para autoridades judiciais e policiais

Por: Marcelo Adifa - mlribeiro@sorocaba.sp.gov.br

Foto: Rafael Baddini

Entusiasmado em poder apresentar a evolução de um projeto amplamente esperado pela população de Sorocaba, o Secretário de Planejamento e Projetos, Luiz Alberto Fioravante, expôs as etapas de elaboração e programação do ‘Botão do Pânico’ em uma concorrida reunião na tarde desta quinta (18) no Fórum de Sorocaba. Recepcionados pelo Juiz da Vara de Violência Doméstica de Sorocaba, Dr. Hugo Leandro Maranzano, diversas autoridades que trabalham diretamente com a temática da violência contra a mulher puderam conhecer melhor o conceito do ‘Botão do Pânico’, além de contribuir para ajustes em seu funcionamento e com a metodologia de ingresso das mulheres no programa sorocabano.

Desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação da Secretaria de Planejamento, o aplicativo cumpre uma promessa feita em campanha pelo prefeito José Crespo e pela vice-prefeita, Jaqueline Coutinho. Coube exatamente a Fioravante, um defensor da aplicação dos meios tecnológicos para aprimorar processos e procedimentos e facilitar a vida das pessoas, destacar a sua equipe para avaliar, juntamente com a vice-prefeita Jaqueline Coutinho, a estrutura que o dispositivo terá em Sorocaba e programar as suas etapas. “A Tecnologia da Informação tem que estar a serviço da população e estamos tendo a chance de proteger muitas mulheres com esse dispositivo”, destacou Fioravante.

A vice-prefeita de Sorocaba pontuou que Sorocaba é uma das primeiras cidades a desenvolver um sistema como o ‘Botão do Pânico’. “Além de sermos pioneiros, criamos dentro do poder público um sistema sem custos para o município, e agora, com as contribuições do poder judiciário, dos promotores e autoridades policiais aqui presentes, vamos depurar a programação final do sistema para coloca-lo brevemente em testes e funcionalidade”, pontuou.

Também participaram da reunião; Dra. Ana Claudia Dutra Cristofani, Promotora de Justiça; Dr. José Ordele Alves Lima, Delegado de Polícia, representando o Delegado Seccional Dr. Marcelo Carriel; Dra.  Ana Luiza Salomone, da Delegacia da Mulher; Coronel Hamilton Paes; além da secretária Cíntia de Almeida, de Igualdade e Assistência Social e membros da sua equipe, do assessor especial da Prefeitura de Sorocaba, Maurício Mota e do assessor especial da Secretaria de Segurança e Defesa Civil, Gilmar Ezequiel de Souza Oliveira, este último representando o secretário José Augusto de Barros Pupin.

Etapas

O projeto do ‘Botão do Pânico’ está recebendo os últimos ajustes de programação e as próximas fases de implementação deverão ser anunciadas em breve.

A perspectiva é que, definida a forma como ocorrerá a interação entre a justiça – que determina medidas protetivas com o objetivo de prevenir eventuais agressões contra mulheres- e os administradores do sistema que farão o cadastro das atendidas pelo programa, o ‘Botão do Pânico’ já possa funcionar efetivamente.

O Dr. Hugo Leandro Maranzano sugeriu que o Centro de Referência da Mulher (CEREM) passe a cumprir esse papel de interlocutor entre os administradores do sistema, o poder público municipal e o judiciário.

Tags: