“Caça aos tesouros” foi tema de atividade no Pq. da Água Vermelha

Por: Bia Negrão, Mariana Dearo - mapsouza@sorocaba.sp.gov.br

Pessoas com deficiência visual e seus familiares, participaram nesta semana, no Parque da Água Vermelha, de uma “Caça aos tesouros” com o intuito de descobrir os tesouros vivos do parque, através de cheiros e sons. A ação que contou com um piquenique e comemorou o mês da família.

A atividade promovida pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins, proporcionou a integração entre os assistidos pelo Banco de Olhos de Sorocaba (BOS).

De acordo com o técnico de adptação e mobilidade do BOS, Edvaldo Bueno de Oliveira, o parque possui acessibilidade, piso e mapa tátil, além de um jardim sensorial.

A ação contou ainda, com a participação de usuários do parque, que se interessaram em participar da atividade com os assistidos. Isso de acordo com Edvaldo contribuiu ainda mais para o sucesso do encontro. “Quando pensamos em realizar uma atividade externa, escolhemos o Parque da Água Vermelha por ser ideal, é todo adaptado para receber as pessoas com deficiência visual. Tem o mapa tático, o piso tático, o jardim sensorial e os técnicos são muito atenciosos e sugeriram essa atividade da ‘Caça ao Tesouro’. Tivemos um retorno positivo dos assistidos e sem dúvidas atingimos nosso objetivo de promover a integração e inclusão entre eles”, explica o técnico.

Tocar, sentir, cheirar e explorar os ambientes, foram os sensações experimentadas pelos participantes da “Caça aos tesouros”. Essa, foi a primeira atividade externa realizada por esse grupo do Bos.

Para Viviane Rachid, educadora ambiental do Parque da Água Vermelha, a atividade lúdica e interativa, como “o caça ao tesouro” é uma forma das pessoas conhecerem e aproveitarem da biodiversidade presente no Parque da Água Vermelha.

Tags: