Cachorródromo completa uma semana sob entusiasmo dos visitantes

Por: André J. Gomes

Muito se fala sobre a importância dos animais de estimação, especialmente dos cachorros, na vida de seus donos. O “melhor amigo do homem” possui características que poucos outros bichos apresentam. Por isso tem lugar garantido no coração das pessoas responsáveis, conscientes da seriedade de cuidar de seus cães como o que eles realmente são: membros de suas famílias.

Para valorizar essa relação e receber essas pessoas e seus cachorros com respeito e segurança, desde o dia 11 de junho Sorocaba conta com o Cachorródromo do Parque das Águas, um espaço criado pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins. Em uma semana de funcionamento, o espaço gramado, protegido por alambrados e equipado com circuitos para os cães se divertirem já recebeu centenas de visitantes. São personagens como o adestrador Wellington de Oliveira dos Santos e seus três cães – Mel, Mag e Doc. “Só faltava isso aqui no parque. Agora ficou completo, os cachorros ganharam um espaço para interagir e gastar energia de um jeito seguro e agradável para todos, inclusive para os donos”, diz Wellington.

Figuras conhecidas na região, o analista de sistemas Messias de Oliveira Felix e seu cão Tobias comemoraram a ideia do Cachorródromo desde a inauguração. A dupla vem do Jardim Simus até o parque a bordo de uma bicicleta adaptada. Messias criou uma cabine na frente do guidão para transportar o seu amigo sem raça definida. “Vou com ele pra todo lado, é meu companheiro. Se ele não sair do apartamento, fica estressado. E aqui ele corre pra lá e pra cá, chega em casa e dorme a tarde inteira”, explica.

Ricardo Augusto, morador da Vila Maria do Carmo, destaca a possibilidade de fazer novas amizades no espaço, uma vez que os cachorros só podem entrar e permanecer no local acompanhados de seus donos. “A gente acaba conversando, fazendo contato, isso é muito saudável”. Ricardo é o responsável pelo labrador Bóris há sete anos e diz nunca ter visto uma estrutura parecida em Sorocaba.

É o que reafirma a caixa Larissa Roque, moradora do Jardim Coloral. Dona da Preta, uma elegante vira-lata de vestido rosa, e do Luck, um simpático chow-chow, ela visitou o Cachorródromo pela primeira vez durante a semana e voltou no domingo. “Achei uma novidade muito bem organizada, a gente sente segurança em deixar os cachorros correrem sem medo de eles se machucarem ou incomodarem outras pessoas”, explica.

Juliana Sasdelli, moradora do Jardim Simus, concorda. Ela tem duas cachorras adotadas – a spitz alemã “Macumba” e Leona, sem raça definida. Seu exemplo de oferecer um novo lar a dois bichinhos é uma atitude recorrente entre os frequentadores do lugar, o que o torna ainda mais especial, repleto de pessoas boas, respeitosas, conscientes do papel de cuidar tanto de seus cães quanto da estrutura que eles acabaram de ganhar.

Só para constar, o Cachorródromo também dispõe de sacos plásticos para os donos recolherem as fezes de seus animais. Em toda extensão do local, não se encontra uma só sujeira no chão. Prova de que os frequentadores compreenderam a importância de cuidar bem do que é de todos. Uma ideia que tem tudo para crescer e servir a cada vez mais pessoas e seus bichinhos de estimação.

 

Tags: