Casarão de Brigadeiro Tobias sediou 1ª reunião da Semana do Tropeiro

Por: Isabella Lopes (programa de estágio)

Na manhã desta quinta-feira (29), foi realizada a primeira reunião para organizar a Semana do Tropeiro 2018. O local escolhido foi o Casarão de Brigadeiro Tobias. As ações pretendidas serão definidas a partir de encontros neste local.

A Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur) junto a sociedade civil e representantes de instituições que participaram da reunião, criaram uma comissão organizadora para definir as criações conjuntas que serão desenvolvidas ao longo do mês de maio, como: apresentações de danças gaúchas, curso de cutelaria, oficina de culinária e a definição do local do desfile das tropas. A comissão também fará um edital de chamamento para aqueles que desejem participar.

Durante a reunião, também foi discutida a importância do desfile, pois além de ser um evento tradicional, Sorocaba é uma das cidades percursoras do tropeiro, sendo assim uma forma de fomentar o mercado e o comércio local.

O Casarão de Brigadeiro Tobias (Centro Nacional de Estudos do Tropeirismo) passará a ser referência para as ações e reuniões referentes ao tropeirismo. Os presentes na reunião elogiaram o fato do Cassarão ter sido escolhido para ser o local das discussões da semana pois a maior parte não ia até o Casarão a mais de cinco anos.

Tropeirismo
O início do Tropeirismo em Sorocaba aconteceu por volta de 1750 com o registro de animais na cidade, que transformou Sorocaba em passagem de tropas xucras ou arreadas. Como consequência desse evento, eram realizadas as famosas Feiras de Muares que normalmente tinham duração de dois meses. O tropeiro era responsável pela circulação de produtos destinados à exportação e pelo abastecimento das regiões interioranas.

Tags: