Comissão pedagógica de Avaré conhece programa de Leitura na Primeira Infância da Sedu

Por: Bruno Rodrigues

As educadoras avareenses estiveram no Centro de Referência em Educação para discussão da teoria e observação do desenvolvimento prático no CEI-89

A Secretaria da Educação recebeu, no dia 30 de maio, a visita de uma comissão pedagógica de Avaré, para conhecer o programa de Leitura na Primeira Infância desenvolvido pela gestora de desenvolvimento educacional, Leila Regina Chinelatto, e a professora/coordenadora do programa, Soraia Uno.

A comissão foi recebida no Centro de Referência em Educação (CRE) para conhecer a teoria do projeto e durante a tarde foram ao CEI-89, no Jd. Marcelo Augusto, na zona norte da cidade, para observar o projeto desenvolvido na prática. A leitura estimula e ajuda a desenvolver o pensamento infantil. A unidade conta com cerca de 800 estudantes.

De acordo com a gestora, o encontro foi muito importante para a divulgação do projeto. “Sorocaba é uma cidade vocacionada à educação, pois faz parte do Comitê Internacional das Cidades Educadoras. Para nós, é motivo de grande orgulho receber a equipe pedagógica de Avaré que veio conhecer o programa de leitura na primeira infância e em breve implantará em seu município”, disse. “Esse programa é itinerante, visita as escolas de educação infantil fazendo leitura para crianças de zero a cinco anos”, completa Leila Chinelatto.

A professora, Soraia Uno, salienta sobre a importância da leitura para bebês. “Sabemos que o gosto pela leitura deve ser despertado desde o ventre materno e, de maneira afetuosa, a equipe oferta livros como portadores de textos, histórias e aventuras, além de estimular a memória afetiva por meio do cheiro e do toque”, explica.

A criança, desde cedo, se encanta pela sonoridade da voz muito antes da leitura, embora não entenda as palavras, se encanta com o ritmo, com a postura, com as expressões faciais do contador e assim vai desenvolvendo o comportamento leitor”, destaca Uno.

Uma das etapas da sessão de leitura é realizada pelo sussurrador de poesias, um instrumento feito com tubos de papelão em que a palavra é sussurrada ao ‘pé do ouvido’ do receptor da mensagem. Nesse momento o encantamento é realizado por meio de pequenos poemas compostos autores renomados, tais como Cecília Meireles, Vinicius de Moraes, Sidónio Muralha, entre outros”, conta a professora.


O diretor do CEI-89, César Borba, salienta a importância do encontro. “A troca de experiências e conhecimento de outras realidades engrandece o trabalho do educador que transmite com propriedade aos alunos um mundo sem limites, como é o universo dos livros”, pontua.

O secretário da Educação, André J. Gomes, comemora a disseminação do projeto que fomenta leitura aos pequenos. “Essa é uma grande oportunidade de transformação na prática. Incentivar a leitura cada vez mais cedo é buscar caminhos educacionais com consequências absolutamente benéficas no futuro dessas crianças”, conclui o secretário.

Muito mais por Sorocaba!

Tags: