Direitos das gestantes serão orientados em programa da Saúde

Por: Evenize Batista - ecbsilva@sorocaba.sp.gov.br
Foto: Divulgação

Gestantes que fazem pré-natal na rede municipal de saúde de Sorocaba serão orientadas sobre direitos e relações trabalhistas, bem como sobre cuidados preventivos que devem adotar no ambiente de trabalho. A ação será iniciada a partir da próxima semana, e tem como foco principal o autocuidado visando à sensibilização das gestantes, por exemplo, sobre a prevenção das infecções urinárias, por meio da ingestão de água e a frequência das idas ao banheiro.

As abordagens serão feitas inicialmente em dez Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade, onde se concentram as maiores demandas de pré-natal da cidade. Essas unidades serão visitadas por uma assistente social do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) que fará orientações e registrará as respostas das participantes a um questionário. As perguntas são sobre condições do ambiente de trabalho, como situação dos banheiros, acesso a papel higiênico, se precisam solicitar substituta para poder ir ao banheiro, se podem beber água durante o exercício de suas atividades, entre outras indagações.

Quanto à saúde, o alvo é a prevenção das infecções urinárias, que são comuns na gravidez e oferecem riscos à gestação, para o bebê e para a mãe. “Vamos falar da importância da ingestão regular de água ao longo de todo dia e isso inclui o período da jornada de trabalho”, salienta Solange Regina Pereira do Nascimento, assistente social que idealizou o projeto. Ela acrescenta que também será abordada a necessidade das gestantes terem o direito de ir ao banheiro regularmente. “Essas duas ações são essenciais para a prevenção das infecções urinárias. As gestantes precisam estar sensibilizadas e devem requerer esses direitos”, comenta.

Direitos trabalhistas na gestação

Durante as abordagens será fornecido um informativo contendo os principais direitos trabalhistas garantidos durante a gestação, quanto ao parto e ao período pós-parto e poderá haver orientação sempre que necessário. Conforme a assistente social, o alvo da ação não é a fiscalização das empresas, porém, caso haja alguma denúncia por parte das gestantes sobre descumprimento de direitos ou comunicado sobre condições impróprias no ambiente de trabalho será feito encaminhamento aos órgãos competentes.

As visitas serão iníciadas no dia 22 de fevereiro e na primeira fase contemplarão dez UBSs a serem visitadas até o final de março. As primeiras unidades participantes serão: Vitória Régia, Nova Esperança, Parque São Bento, Lopes de Oliveira, Aparecidinha, Laranjeiras, Éden, Júlio de Mesquita, Wanel Ville e Márcia Mendes.