E.M. “Quinzinho de Barros” encerrou ano letivo com evento especial

Por: Bruna Bernardino (programa de estágio)

Foto: Fernando Abreu

A Escola Municipal “Quinzinho de Barros”, localizada na vila Hortência, realizou nesta sexta-feira (8) a 3ª Expo-Quinzinho, um evento aberto aos pais e à comunidade, com atividades e apresentações dos alunos e barracas de comida, para encerrar o ano letivo de 2017.

A programação faz parte do Projeto “Pensar, Sentir e Agir”, realizado na escola durante todo o ano de 2017, que trata sobre as relações pessoais entre os alunos. Segundo a orientadora pedagógica Francine Aparecida de Lira, o projeto surgiu da dificuldade dos alunos a lidarem com as diferenças no meio educacional.

“Os próprios alunos pontuaram em sala de aula algumas dificuldades em desenvolver relacionamentos e respeito ao próximo. Através de debates e de estudos pedagógicos feitos pelos professores, desenvolvemos atividades ao longo do ano para solucionar essas questões”, afirmou a orientadora.

Ao longo do ano, foram desenvolvidas diversas atividades dinâmicas e lúdicas com os alunos, a fim de inserir a importância do tema e a necessidade de mudança. A professora Erica Xavier, do 3º ano, utilizou referências à família para realizar as atividades. “Em todos os momentos nós precisamos trazer a família para dentro da sala de aula. As atividades giraram em torno da produção textual de histórias compartilhadas entre os alunos, vividas muitas vezes pelos próprios familiares”, explica.

Além da produção textual, havia a necessidade lúdica e literária dentro do projeto. A professora Érica escolheu a obra “Sítio do Pica-pau Amarelo” de Monteiro Lobato, para ser o foco das atividades desenvolvidas pelo 3º ano. “Monteiro Lobato trouxe um novo formato familiar em seu livro, fazendo com que nós pudéssemos inserir todo o contexto do projeto com a obra”, disse a professora.

Ao final do projeto, os alunos fizeram apresentações fantasiados dos personagens do sítio – as fantasias foram confeccionadas e customizadas pelos próprios estudantes durante o ano letivo.

O intuito do projeto também foi de promover a diferença em toda a comunidade. Os alunos arrecadaram produtos de higiene pessoal para a Fundação Melanie Klein, que atua com pessoas com deficiência. Ao todo, foram arrecadados 75 kits de higiene e produtos pessoais, que foram presenteados aos alunos da fundação.

A representante da fundação e fonoaudióloga Evelise de Souza, recebeu as doações e agradeceu o empenho dos alunos. “Precisamos frequentemente das doações, pois temos diferentes tipos de deficiência em várias escalas sociais. Os kits foram de grande importância e serão distribuídos na próxima sexta feira para a confraternização de natal da fundação”, agradeceu a representante.

 

Tags: