Educação inicia formação de Práticas Corporais Educacionais

Por: Thuanne Souza Programa de Estágio com Supervisão Viviane Gonçalves

A Secretaria da Educação (SEDU) deu início nesta quarta-feira (14), no primeiro curso de formação das aulas de práticas corporais educacionais para os professores de educação física da rede municipal, que tem como proposta trabalhar com duas modalidades não convencionais: a Ginástica Para Todos (GPT) e o Rugby.

No início do ano letivo, os alunos do primeiro ao quinto ano das 17 escolas municipais de período integral, passaram a ter quatro aulas de educação física semanais, sendo duas delas de Práticas Corporais Educacionais, conduzidas pelo próprio professor de educação física. Para dar suporte aos professores que estarão trabalhando com essas novas modalidades, será oferecido até dezembro deste ano, formações com palestras de profissionais atuantes na área. Os encontros são realizados no Centro de Referência em Educação, na 2ª quarta-feira de cada mês, no período da manhã e da tarde, de acordo com a disponibilidade de cada professor.

A Ginástica Para Todos é fundamentada nas atividades ginásticas: artística, rítmica, acrobática, aeróbica e de trampolim, valendo-se também de vários tipos de manifestações: danças, expressões folclóricas e jogos. A prática é pautada no prazer para que o aluno possa realizar as atividades e se sentir bem. O professor que está à frente orienta em relação aos cuidados, sem cobranças técnicas pois, os movimentos são livres e todos podem contribuir independente de condição física, idade e gênero.

A professora de Educação Física da rede estadual Samira Tamer, foi convidada para palestrar no primeiro dia da formação, ela destaca que a educação só tem a ganhar quando se inclui a GPT na grade curricular das escolas, pois trabalha-se com autoconfiança, autoestima, comportamento verbal e corporal, cooperação e raciocínio lógico, tornando notáveis o desenvolvimento dos alunos no aspecto pedagógico. “Essa adesão do município de Sorocaba é muito inteligente e, compartilhar a Ginástica Para Todos com os demais professores é muito gratificante, pois vai agregar não só aos alunos, mas também aos professores, que através dessa prática conseguem uma aproximação maior, trocar informações e acompanhar de perto o desenvolvimento de cada um”, contou.

Os princípios morais também estão dentro da outra modalidade praticada, o Rugby. Uma atividade inclusiva em que meninos e meninas podem jogar juntos. Para a capacitação dos professores, a SEDU está em parceria com a “Hurra!”, associação sem fins lucrativos apoiada pela empresa Sorocaba Refrescos, que usa o esporte como ferramenta de educação e cidadania para crianças da rede pública de ensino. O Presidente da associação, Eduardo Pacheco, diz que o intuito é intensificar o papel do professor de educação física na função de educador, tanto na modalidade esportiva quanto para que os valores da vida presentes no esporte cheguem aos alunos. “Rugby é um esporte de contato físico, então falamos de respeito pois, se você é mais forte do que o outro, em uma atitude sem intenção pode machucar o seu adversário e, quando você faz isso conscientemente está desrespeitando o indivíduo. Na vida é a mesma coisa, ao desrespeitar uma regra social você acaba atingindo o outro e isso gera problemas de relacionamento em uma sociedade. Traçando esses paralelos, através do esporte conseguimos trazer exemplos de dentro da quadra para fora da partida, no dia a dia do aluno”, finalizou ele.

Tags: