Encontro discutiu importância da proteção à Infância e Juventude

Por: Fabiana Sorrilha - comunicacao@urbes.com.br

“Novos desafios na Infância e Juventude” foi o tema da palestra realizada nesta quinta-feira (09) no Salão de Vidro do Paço Municipal. O objetivo do encontro foi debater e destacar a importância do esforço conjunto entre sociedade civil, Guarda Civil Municipal (GCM), Ministério Público (MP) e Defensoria Pública para enfrentar os desafios atuais vividos nesse segmento e garantir uma rede de proteção conjunta para as crianças e os jovens. Este foi o primeiro de vários eventos de formação que serão desenvolvidos para os integrantes das Guardas Civis Municipais da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). A vice-prefeita Jaqueline Lilian Barcelos Coutinho abriu o encontro destacando a importância desse debate no esforço conjunto onde se prioriza a infância e juventude.

 O evento contou também com a participação do secretário de Segurança e Defesa Civil, José Augusto de Barros Pupin, da presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg Oeste), Vera Helena Migliari e agentes das Guardas Civis Municipais das cidades de Iperó, São Roque, Araçoiaba da Serra, Mairinque e Piedade, todas integrantes da RMS, representantes do Projeto Girassol da Pastoral do Menor e pessoas interessadas no tema.

 No evento, os palestrantes Gisele Ximenes Vieira dos Santos – da Defensora Pública, Antônio Domingues Farto Neto, promotor de Justiça, e Gustavo Scaf de Molon – juiz da Vara da Infância e Juventude, destacaram a importância do diálogo entre todas as partes envolvidas para a melhoria da situação de crianças e jovens, uma vez que, em conformidade com o ECA (Estatuto da Criança e Adolescente) os assuntos relacionados com a infância e juventude deve ser tratada com prioridade absoluta.

 Gisele Ximenes Vieira dos Santos esclareceu aspectos sobre os critérios e procedimentos dos trabalhos desenvolvidos pela Defensora Pública e ressaltou a importância da rede de proteção que se forma em defesa dos direitos da criança e adolescente.

 Para o promotor de Justiça, Antônio Domingues Farto Neto, a necessidade de acreditar na capacidade de mudar com empenho, força de vontade e seriedade a realidade da cidade para transformá-la num lugar melhor para se viver, e para combater a criminalidade e reformular a infância e juventude, com o apoio político e social da Prefeitura, da Defensoria e Judiciário, sempre são medidas necessárias de uma rede social de proteção forte.

 O Juiz da Vara da Infância e Juventude, Gustavo Scaf de Molon, ressaltou a importância do bom relacionamento existente entre o Judiciário e Defensoria, para que se desenvolva um trabalho conjunto visando a melhoria da situação não só das crianças e adolescentes, mas da própria sociedade, fazendo um trabalho que reflete diretamente nas ruas. Molon destacou também a competência e função atribuídas à GCM.

 O secretário de Segurança e Defesa Civil ficou satisfeito com o avanço das discussões propostas pelo encontro. “Acredito que o evento atingiu seu objetivo, qual seja, capacitar ainda mais os guardas civis, buscando sempre o aprimoramento do agente de segurança pública, para que tenhamos excelência em todos os sentidos: uma Guarda Cidadã,” concluiu José Augusto de Barros Pupin.

Tags:,