Equipes de UBSs recebem treinamento em urgência e emergência pelo Samu

 

Ao todo, 200 profissionais, de 31 unidades de saúde, serão capacitadas

As equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da rede municipal estão recebendo treinamento em urgência e emergência médica ministrado por integrantes do Núcleo de Educação Permanente de Saúde do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192). Ao todo, cerca de 200 profissionais, de 31 unidades serão capacitados. Nesta terça (2) e quarta-feira (3), o curso acontece na UBS Lopes de Oliveira.

A iniciativa é voltada para médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, auxiliares de saúde bucal e dentistas. “Em geral, é para toda a equipe de atenção básica”, explica Cibele Cristina de Oliveira, supervisora do Núcleo de Educação Permanente de Saúde do Samu. O curso de oito horas de duração acontece durante dois dias. São duas turmas distintas, uma das 8h às 12h e outra das 13h às 17h, para grupos pré-determinados, de forma a não prejudicar o atendimento em cada unidade.

No primeiro dia de curso, são demonstradas técnicas de imobilização, pranchamento, rolamento e abordagem inicial de emergência. No segundo dia, os ensinamentos têm como foco massagem cardíaca e uso de desfibrilador. Das 31 UBSs, o treinamento já ocorreu naquelas localizadas em Brigadeiro Tobias, Cajuru e Aparecidinha. A próxima a ser atendida é a UBS Nova Sorocaba, na semana que vem.

 

Qualidade de vida

A supervisora do Samu destaca que, em geral, os ensinamentos do curso são para melhorar a qualidade de vida da população, seja do paciente que vai à UBS ou mesmo da comunidade em geral. “Muito do que se aprende aqui é replicado depois para outras pessoas. São ações básicas de prevenção a acidentes e outras que podem ajudar a evitar complicações num quadro de saúde.” Destacou ainda a parceria com alunos da PUC-SP, que cursam em Sorocaba o 4º ano de Enfermagem e também auxiliam e participam no curso.

A fisioterapeuta Mariana Bastos participou da capacitação nesta terça-feira (2): “Aprendemos técnicas que podem ajudar não só na melhora do atendimento na UBS, como também no nosso dia a dia”. Sua colega de curso, a psicóloga Aline Cordeiro concorda: “nunca se sabe quando vamos precisar colocar em prática os ensinamentos. Precisamos estar preparadas.” Ambas, bem como a farmacêutica Fernanda Moraes, participam do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). “Fazemos visitas domiciliares e nunca se sabe com o que podemos nos deparar. Nessa hora, é bom estar preparado para uma emergência”, completa.

Cibele afirma que um grupo preparado para agir em caso de emergência ajuda muito no trabalho do Samu. “Se houver pessoal treinado, ele inicia o atendimento e o Samu dá sequência. É uma ação em sintonia, que melhora a resposta no atendimento.” Do contrário, constatada uma emergência médica no dia a dia, se a pessoa não tiver noções de primeiros socorros, os procedimentos mais corretos são não mexer no paciente, sinalizar o local, evitar a aproximação de curiosos e acionar o Samu, pelo fone 192, ou o Corpo de Bombeiros, via 193.

 

Tags:, , , , ,