“Escola Saudável” orienta na prevenção de Doenças Respiratórias

Por: André Reis - areis@sorocaba.sp.gov.br

Foto: Assis Cavalcante

 

Diretores dos Centros de Educação Infantil (CEI) participaram, nesta terça-feira (12), de um encontro sobre Prevenção de Doenças Respiratórias. A ação é desenvolvida pela Prefeitura de Sorocaba, por meio das secretarias da Educação (Sedu) e Saúde (SES), através do Programa “Escola Saudável”.

O encontro recebeu cerca de 100 diretores das unidades nos períodos da manhã e tarde, no Centro de Referência em Educação (CRE), que fica no Jardim Saira.

A chefe de divisão da Vigilância Epidemiológica, Renata Guida Caldeira, que coordenou o encontro, destaca que a ação tem como objetivo colaborar com esclarecimentos sobre o assunto  junto aos educadores que são, justamente, os responsáveis por ficar grande parte de seu tempo com crianças; grupo considerado de risco para a Influenza. “Nossa proposta é orientar e esclarecer para que eles (professores) possam auxiliar àquelas pessoas que estão desinformadas, como minimizar os riscos de transmissão da doença dentro das unidades escolares”, explica reiterando que é este o foco da Secretaria da Saúde.

Epidemiologicamente, a chefe da VE diz que há outras doenças de transmissão importantes, como a meningite, sarampo e varicela que necessitam de medidas de prevenção. “Dessa forma a gente minimiza a transmissão no meio escolar e na coletividade também” completa.

A profissional da saúde lembra que algumas medidas são básicas para se evitar a transmissão de doenças respiratórias, como cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir; lavar as mãos com frequência com água e sabão, ou higienizar com álcool em gel; não compartilhar copos, talheres e alimentos e não levar as mãos à boca e olhos.

Essas medidas devem ser intensificadas pelos alunos, crianças e funcionários. Além disso, aqueles que estejam doentes devem ficar afastados, longe do ambiente escolar. Renata explica, ainda, que as escolas têm vínculo com as UBSs em seu entorno e para onde as crianças deverão ser encaminhadas para o atendimento adequado e o diagnóstico correto, caso necessário.

Para o diretor do CEI-50, Ednilson Ferreira, o encontro foi extremamente pertinente no sentido de que todos puderam trocar informações e, com isso, podem agir em prol da comunidade. “São as duas secretarias trabalhando na prevenção dessas doenças, e é muito importante que os gestores tenham essas informações para que, a partir, daí possamos pensar em conjunto no intuito de criarmos ações preventivas”, disse.

No próximo dia 19, o tema volta a ser apresentado, desta vez, para os vice-diretores das escolas de Ensino Fundamental e Médio da Rede Municipal de Ensino. O encontro será das 8h30 às 10h30, também no Centro de Referência em Educação (CRE).

 

Tags:, , ,