Festa Junina terá espaço dedicado ao turismo da RMS

Por: Ana Maria Fonseca Agmont (Programa de Estágio) - Supervisão: Mariana Campos

A 39ª Festa Junina Beneficente de Sorocaba terá início na noite desta sexta-feira (29) no Parque das Águas, no Jardim Abaeté, e, pela primeira vez, contará com uma tenda que vai expor produtos turísticos e culturais das cidades da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). A iniciativa é da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur), e foi intitulada “Espaço de Turismo e Artesanato da Região Metropolitana de Sorocaba”.

 

Realizada pela Afejubes (Associação das Entidades Participantes da Festa Junina Beneficente de Sorocaba), a Festa Junina conta com apoio da Secultur e organização do Centro Hípico Pagliato. O evento terá as tradicionais barracas de comidas e bebidas típicas comercializadas por 33 entidades de Sorocaba, um grande parque de diversão e shows. As festividades ocorrerão de terça-feira a domingo, até o dia 22 de julho.

 

O objetivo da Secultur com a novidade é aproveitar o grande número de pessoas que participam da Festa Junina para divulgar e valorizar os municípios da RMS, por meio de seus produtos culturais e turísticos, de modo em que a população possa conhecer as diversidades culturais de cada cidade.

 

De acordo com a chefe de Divisão, Daniele Lopes Dias Leite, no dia da abertura da festa o público poderá conferir folders e panfletos da Região Turística “História e Aventuras”, da qual Sorocaba faz parte. “O público poderá conhecer os principais atrativos das cidades participantes”, explica.

 

Até o momento, nove municípios vão participar e terão a oportunidade de divulgar seus produtos culturais e turísticos. São eles: Sorocaba, Votorantim, Cesário Lange, Capela do Alto, São Roque, Mairinque, Boituva, Iperó e Araçoiaba da Serra. Durante o evento, será disponibilizado toda a infraestrutura necessária. Cada município ficará responsável pela organização e suporte de sua delegação.

 

As cidades participantes vão divulgar os atrativos turísticos por meio de materiais gráficos institucionais. Não será permitido comercializar alimentos.

 

Tags: