Jardim Botânico sedia curso de abelhas nativas sem ferrão

Por: Secom

O Jardim Botânico “Irmãos Villas-Bôas” sedia a partir deste sábado (28), das 8h às 17h, um curso gratuito sobre abelhas nativas sem ferrão. A atividade é direcionada a apicultores e educadores e será ministrada pelo instrutor Nivaldo Aparecido Bertelli, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Todas as vagas já foram preenchidas.

Promovido pelo Senar em parceria com a Prefeitura de Sorocaba, por meio de parceria da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), o Sindicato Rural de Sorocaba e a Associação Paulista de Técnicos Apícolas, o curso tem como objetivo estimular a criação e conservação de abelhas nativas, além de capacitar técnicos para atuar na produção de crias, mel, cera e própolis e, também, em ações educativas.

Durante o curso, que acontecerá até o dia 31 de outubro, os participantes terão contato com técnicas de meliponicultura, biologia e ecologia das abelhas, conhecerão as espécies nativas da região de Sorocaba e a legislação pertinente à criação deste inseto.

O Jardim Botânico funciona de terça a domingo, das 9h às 17h, e está localizado na rua Miguel Montoro Lozano, 340, no Jardim Dois Corações.

Meliponários nos parques

O trabalho com os meliponários nos parques ecológicos de Sorocaba faz parte do Projeto VivAbelha – Meliponicultura nos Parques de Sorocaba, uma parceria da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Sema, com a Associação Paulista de Técnicos Apícolas (APTA), Federação de Associações de Apicultores e Meliponicultores do Estado de São Paulo (Faamesp) e a Cooperativa de Apicultores de Sorocaba e Região (Coapis).

“O objetivo de implantar meliponários em parques naturais é sensibilizar a população sobre a importância da conservação das abelhas, que além de oferecer recursos alimentícios e medicinais e prestar serviços ecossistêmicos, possuem uma atuação ecológica fundamental na manutenção da nossa flora”, explica o secretário da Sema, Jessé Loures. A proposta do VivAbelha é também compartilhar os conhecimentos nesta área, integrando ciência e sociedade.

De acordo com a Sema, a iniciativa surgiu em 2013 no Parque Natural “Chico Mendes” e atualmente abrange também o Parque da Biodiversidade e o Jardim Botânico. Os espaços totalizam 13 colmeias de cinco espécies nativas da região de Sorocaba.

 

Tags:, ,