Literatura na Primeira Infância promove segundo encontro

Por: André Reis - areis@sorocaba.sp.gov.br

Foto: Assis Cavalcante

 

 

A Secretaria da Educação (Sedu) promoveu nesta terça-feira (29), no Centro de Referência em Educação (CRE), o segundo encontro do curso Literatura na Primeira Infância, que teve como tema “As diferenças entre contar e ler”. A iniciativa está com todas as vagas preenchidas e será concluída em julho.

Ministrado pelo professor e mestre Pedro Luís Rodrigues e por professores da Bebeteca, o curso faz parte da formação continuada oferecida pela Prefeitura de Sorocaba e tem como público-alvo auxiliares de educação, professores, equipe gestora, supervisores, entre outros profissionais da rede.

O curso, com carga total de 20 horas, está dividido em três módulos e enfoca que a leitura deve ser entendida como matéria-prima para as necessidades psíquicas que, como todas as demais necessidades básicas, devem ser cuidadas, sejam físicas ou emocionais.

O terceiro encontro será realizado no dia 5 de abril, com o tema “Espaços e ambientes de leitura” e o quarto, enfocará “Tipos de livros e suas definições: Temas difíceis/Contos de medo/Livros de imagem e suas possibilidades”.

Já o segundo módulo terá como temática “Poemas e Poesias”, com encontros nos dias 26 de abril, com “Poesia e seus Gêneros, Recordações poéticas e afetivas e o uso da poesia em sala de aula”, e 10 de maio, quando ocorrerá uma “Oficina de Sussurradores”.

O terceiro módulo terá o tema “Contos Maravilhosos”, com primeiro encontro no dia 24 de maio. Serão abordadas diferenças entre contos originais e populares, o lado B dos Contos Maravilhosos e Desconstrução dos Contos Maravilhosos. No dia 31 de maio, o enfoque será uma tríade dos autores: Irmãos Grimm, Perrault e Andesen, além de Câmara Cascudo e os Contos brasileiros, mais A Psicologia dos Contos Maravilhosos. No dia 7 de junho, “As Cartas de Propp”, a fórmula dos contos e “Construção coletiva: Contando um conto”, serão trabalhados pelos participantes.

Márcia de Souza Simão Boff, uma das participantes destaca a importância do encontro. “A proposta é fazer com que as famílias façam parte desse processo também. Mais importante que contar a história é fazer com que as crianças tenham acesso e contato com o livro”, explica.

 

 

Tags:, ,