Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/lontrina-e-o-nome-escolhido-para-a-lontra-femea-do-zoo/
Acessado em: 25/06/2018 - 03h07

Lontrina é o nome escolhido para a lontra fêmea do Zoo

Por: Secom Sorocaba

Na tarde do último domingo (10), foi anunciado o nome da lontra fêmea do Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”: Lontrina, em referência ao nome científico da espécie, que é Lontra longicaudis. O nome foi o mais votado pela população, com um total de 101 votos. O público do zoo também pode acompanhar a entrega de um “presente” especial para as lontras.

Promovida pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), o objetivo da atividade foi de celebrar o Dia Mundial da Lontra (última quarta-feira do mês de maio – dia 30). “A ideia com essa atividade de Educação Ambiental foi de sensibilizar crianças, jovens e adultos a respeito da espécie”, explica o secretário da Sema, Jessé Loures.

A campanha de votação aconteceu pessoalmente no zoo no dia 27 de maio e on-line, entre os dias 28 de maio e 8 de junho, através da página oficial do Zoo no Facebook. No total, foram 214 votos, sendo que Mustelina ficou em segundo lugar, com 82 votos; Jundiuvira, em terceiro lugar, com 23 votos; e Jurupará, em quarto lugar, com oito votos.

O “Quinzinho de Barros” está localizado na rua Theodoro Kaisel, 883, na Vila Hortência, e funciona de terça a domingo, das 9h às 17h. Mais informações pelo telefone (15) 3227.5454.

 

Sobre a lontra

Em todo o mundo existem 13 espécies diferentes de lontras, sendo que duas delas ocorrem no Brasil: a lontra brasileira (Lontra longicaudis) e a ariranha (Pteronura brasiliensis), que também é conhecida como lontra gigante. A lontra e a ariranha são espécies que originalmente tem o bioma Mata Atlântica como área de ocorrência. No entanto, no caso da ariranha, é possível que atualmente apenas poucos indivíduos vivam em áreas de Mata Atlântica.

Ambas possuem hábitos semiaquáticos e dependem dos rios e lagos brasileiros para viverem. A ariranha é endêmica do Brasil, ou seja, em todo o mundo, ele só existe no nosso país. Infelizmente, ela está ameaçada de extinção.

Mas os problemas que ameaçam as ariranhas também prejudicam as lontras e não apenas a espécie brasileira. Dentre as ameaças estão a poluição dos rios, a construção de barragens, a caça ilegal e os atropelamentos. Diante de tantas ameaças e com o objetivo de ajudar a conservar todas as espécies de lontra, a última quarta-feira do mês de maio foi escolhida como Dia Mundial da Lontra.