Obra do Supiriri foi retomada com interligação

Por: Carlos Lara - carloslara@saaesorocaba.sp.gov.br

Após uma paralisação devido a um problema hidráulico ocorrido na principal máquina responsável pelas escavações e instalação das aduelas de concreto que formam o novo canal, as obras de adequação do sistema de canalização do córrego Supiriri foram retomadas nesta segunda-feira (13), com o início das intervenções que deverão interligar a nova estrutura à antiga.

Neste primeiro dia da retomada, a empresa vencedora da licitação e contratada pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Sorocaba – Melhor Forma Construtora Ltda. – está realizando a escavação na pista centro-bairro da avenida Dr. Afonso Vergueiro, entre as ruas Professor Toledo e Rio Grande do Sul, e cravando as estacas de aço para o escoramento da vala, para em seguida instalar as grandes aduelas de concreto de 4 metros de comprimento por 2 metros de altura, que serão um total de doze, até que se chegue à caixa de concreto do canal antigo, formado também por aduelas de concreto de 2 x 2 metros.

Assim que essa primeira interligação estiver concluída, será realizada a segunda e última, na extremidade oposta, já dentro do Centro Comercial Cheda, logo após o cruzamento com a avenida Dr. Eugênio Salerno.

As obras de adequação da canalização do córrego Supiriri têm como objetivo eliminar os alagamentos registrados na Vila São João, em períodos de chuvas intensas, provocados pelo “estrangulamento” do canal antigo, composto por duas linhas de tubos de 1,50 metro cada, que se tornaram insuficientes para o escoamento das águas de chuva com o crescimento da cidade, e que por esse motivo está sendo substituído, em sua extensão de 340 metros, por um novo canal com seção de 4 x 2 metros.

Assim que as obras estiverem concluídas, o canteiro central da avenida Afonso Vergueiro será reconstruído, incluindo a recomposição da sua estrutura de paisagismo.

O investimento do município nesta obra é de R$ 4 milhões, com 80% desse total sendo provenientes de recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro), e os demais 20% de contrapartida da autarquia.