Obras definitivas de acesso à Arena Multiúso começam em trinta dias

Por: Eduardo Santinon – esantinon@sorocaba.sp.gov.br

Licitação já está definida e trabalho deve durar cerca de seis meses.

A Secretaria de Mobilidade, Desenvolvimento Urbano e Obras (Semob) definiu nesta segunda-feira (27) a contratação da empresa SPLBase para a implantação das vias de acesso à Arena Multiúso, próximo ao quilômetro 106 da rodovia Raposo Tavares (SP-270). O contrato está homologado e a previsão é que a ordem de início das obras seja dada em até trinta dias, sendo que a empresa terá prazo de seis meses para concluir a obra.

A concorrência internacional Nº 32/2014 – processo CPL Nº 1764/2014 é do tipo menor preço e especifica que a empresa especializada arque ainda com os custos de fornecimento de equipamentos, materiais e mão de obra, entre outros serviços afins. O contrato foi fechado no valor de R$ 5.251.803,10, valor inferior ao previsto inicialmente, de aproximadamente R$ 6,9 milhões.

“Agora segue para as fases de empenho e elaboração do contrato. A empresa terá que apresentar uma série de documentos e, depois disso, podemos começar a obra”, explica o Antonio Benedito Bueno Silveira, à frente da Semob. O contrato prevê prazo de garantia de cinco anos quanto à qualidade da obra executada, a partir da entrega. As intervenções de acesso também atenderão ao novo Hospital Regional de Sorocaba, que será construído próximo da Arena Multiúso.

Enquanto tramita o contrato, na próxima semana a Semob dará início às adaptações no acesso à Arena Multiúso, a partir da marginal da Raposo Tavares, para permitir a entrada das carretas que vão transportar a cobertura metálica que será instalada no local. O transporte das estruturas, da empresa até a Arena, deve levar três dias e a operação contará com retaguarda da Polícia Rodoviária, de veículos batedores e equipe da concessionária ViaOeste.

Toda a estrutura está pronta e a previsão é que comece a ser levada à Arena, para montagem, por volta do dia 15 de agosto. São nove bases de sustentação em aço – pré-montadas – pesando quinze toneladas cada. As estruturas são compostas por duas peças de 28 metros e outra de 12 metros de extensão. A estrutura total da cobertura terá 240 toneladas, incluindo os fechamentos laterais e superior, também em metal.

Obras na Arena

A montagem final será feita no local da obra, assim que concluída a reconstrução dos pilares que darão sustentação à cobertura da Arena e que foram danificados a partir da queda da cobertura em fevereiro do ano passado. Num dos lados da Arena, dos 11 pilares, oito passam por reforma, sendo que falta finalizar o serviço em apenas três deles. Em cada uma dessas estruturas, é exposta a ferragem antiga no ponto danificado e trocada por uma nova, mais resistente. Do outro lado da Arena, dos oito pilares que seriam totalmente refeitos, pois não é possível restauro pontual, seis já estão prontos. Ou seja, faltam dois.

“Estamos na concretagem da última fase de cada um deles. Até o dia 5, queremos que todos os pilares estejam prontos”, explica o engenheiro Antonio Carlos, da Progedior. Essa empresa foi a vencedora da licitação da obra e está responsável pela reconstrução das partes afetadas e pelo custo total da nova estrutura de cobertura. O valor previsto da obra é de R$ 14.174.466,90.

Outra frente de trabalho já realiza a implantação do contrapiso e as intervenções elétricas e hidráulicas nas áreas dos banheiros, lanchonete e setor administrativo da Arena. Para os próximos dias, é esperada inspeção por parte da CPFL Piratininga, para instalação definitiva do ponto de energia elétrica. No momento, os trabalhos são realizados mediante gerador.

A Arena Multiúso está sendo construída na pista sentido interior-capital da rodovia Raposo Tavares e terá capacidade para aproximadamente cinco mil pessoas. A área total de construção é de 5.889 m² e a obra faz parte do futuro Centro Olímpico projetado para ter piscina, ginásio poliesportivo e pista de atletismo.

Tags:,