Parceria com Uniso instala salas de leitura em escolas municipais

Por: André J. Gomes

Em uma de suas frases mais inspiradas, o escritor argentino Jorge Luis Borges imaginou o paraíso “como uma espécie de biblioteca”. No sonho de Borges, o céu seria forrado de livros e a leitura seria a tarefa divina mais comum entre os que lá habitassem. Para um grupo de alunos da Universidade de Sorocaba – UNISO, o paraíso pode ser aqui mesmo, nas escolas da rede municipal de ensino.

Por meio do projeto “Biblioteca dos Sonhos”, os estudantes do 5º semestre de Pedagogia da Universidade arrecadam livros em suas redes de amigos, em empresas e na comunidade. Por meio de uma parceria, a cada livro arrecadado pelos alunos, uma editora doa mais um volume para o projeto. E com os livros arrecadados os futuros pedagogos montam novas salas de leitura nas escolas municipais de Sorocaba.

Nesta semana, ganharam novas salas de leitura as escolas municipais Jaci Dourado Matielli, no Jardim Montreal, Benedito José Cleto, no Jardim Novo Horizonte, e Odilla Caldini Crespo, no Jardim Recreio dos Sorocabanos.

A professora Lucia Dourado, diretora da E.M. Benedito José Cleto, destaca a parceria da Secretaria da Educação com a UNISO como essencial. “Ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descobertas e de compreensão do mundo, e as salas de leitura ajudam a ampliar ainda mais o acesso dos alunos ao conhecimento e formar indivíduos críticos, capazes de intervir e mudar a realidade, buscando seu aperfeiçoamento contínuo por meio dos livros”, diz.

Segundo a coordenadora do projeto, a professora de Pedagogia Ana Paula Germanos, “formar profissionais capazes de montar uma biblioteca é um desafio único, uma contribuição que fará uma grande diferença na carreira dos futuros pedagogos”.

Para os universitários, o trabalho ajuda no desenvolvimento de sua autonomia, na resolução de problemas e na capacidade de improvisar. Já para as escolas da rede municipal, as novas salas incentivam o gosto pela leitura entre os alunos desde cedo. E para a comunidade, quanto mais próximas às crianças estiverem dos livros, mais perto estará de uma sociedade ideal, composta de pessoas livres e articuladas, que sonham e aprendem a construir a sua própria versão do paraíso todos os dias.

 

Tags: