Pelo 2º ano consecutivo, Sorocaba é considerada a segunda melhor cidade em infraestrutura do Brasil

Por: Marcelo Andrade

Foto: Rafael Baddini

Uma cidade que promove a mobilidade urbana aumenta a qualidade de vida dos indivíduos e, além disso, melhora a logística de funcionamento das empresas. Pelo segundo ano consecutivo, Sorocaba é a considerada a segunda melhor cidade do País em infraestrutura. É o que revela o estudo feito pela Endeavor uma organização global sem fins lucrativos de fomento a empreendedorismo considerado de alto impacto.

O estudo traz rankings de desempenho por temas e faz análises regionais dos avanços e retrocessos no mundo dos negócios. A Endeavor levou em conta seis pilares para determinar a relação das 32 cidades do país mais empreendedoras: ambiente regulatório, infraestrutura, mercado, acesso a capital, inovação, capital humano e cultura empreendedora.

No quesito infraestrutura, o município vem, ao longo dos anos, se destacando e, nos últimos dois, tem conquistado a vice-liderança, ficando atrás apenas da capital São Paulo. Em infraestrutura, a conectividade foi o fator de maior peso para a avaliação. A proximidade as principais rodovias, a fluidez do trânsito e o custo médio da energia elétrica trouxeram resultados positivos para Sorocaba, afinal, a cidade está localizada entre as rodovias mais importantes do estado e possui resultados positivos na organização do tráfego municipal. A pesquisa afirma ainda que Sorocaba consegue unir a tranquilidade da vida interiorana à conectividade da capital, reafirmando a sua posição empreendedora.

Os fatores contribuintes para esses resultados foram de fato os projetos estabelecidos pela Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Renda, que preocupa-se em estabelecer um ambiente estável para as organizações e estimula o desenvolvimento de novos projetos na cidade.

BRT, VLT e acessibilidade nas calçadas

Sorocaba é uma cidade moderna e de oportunidades, que tem uma organização urbanística das mais avançadas. Incorpora os conceitos de polos de centralidades e cidade compacta, que favorece a proximidade da moradia, trabalho, serviços, escola, saúde, lazer e entretenimento. Ela possui um sistema de mobilidade urbana integrado, que estimula a população para seu uso. E dentro deste conceito, os investimentos não param e o BRT é um dos projetos que já começa a sair do papel, e assim deverá ocorrer com o VLT.

O prefeito José Crespo lançou, em abril deste ano, o Programa Municipal de Acessibilidade nas Calçadas no Centro de Referência em Educação (CRE). O lançamento ocorreu durante o Seminário sobre Mobilidade e Acessibilidade em Calçadas, realizado pela Urbes – Trânsito e Transportes e pela Secretaria de Planejamento e Projetos (Seplan). Coordenada pela Urbes, a iniciativa municipal é uma das propostas da campanha do prefeito José Crespo e pretende resgatar a qualidade dos passeios públicos de Sorocaba e incluir medidas que possam contribuir e facilitar o deslocamento de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. “Estamos dando um passo importante na questão da mobilidade urbana. Desta vez, o foco não será a circulação de automóveis, bicicletas ou transporte coletivo, mas sim de pedestres. Queremos atingir um elevado grau de acessibilidade em nossas calçadas”, destaca o chefe do Executivo.

Infovia

Os locais de acesso público, como escolas, unidades de saúde, centros culturais, parques, terminais de transporte, bibliotecas, shoppings, têm acesso livre à internet. O Código de Obras e o Plano Diretor enfatizam o uso de ventilação e iluminação naturais, energia solar, acessibilidade, torneiras e descargas automáticas. Estimula o lixo mínimo, a coleta seletiva de recicláveis, a compostagem, a recuperação energética, usos alternativos de resíduos e aterros licenciados para inertes contaminados.

Sorocaba conta com uma rede formada por 480 quilômetros de fibra óptica interligando todas as unidades da Prefeitura de Sorocaba implantada e gerenciada pela Secretaria de Planejamento e Projetos. O sistema permite mais velocidade na transmissão de dados e informações a uma série de serviços públicos, como o videomonitoramento da Guarda Civil Municipal (GCM) e de operação de trânsito da Urbes; conexão à internet das unidades de saúde e outros prédios públicos; lousas digitais nas escolas municipais; internet pública. A infovia serve de base ao Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) da Prefeitura, cujo objetivo é permitir uma comunicação mais rápida, eficiente e segura entre as unidades municipais, facilitando cada vez mais o acesso aos serviços.

Fab City

Tais investimentos e projetos que fizeram com que fosse eleita, em meados de julho deste ano, uma das três cidades do País a fazer parte do projeto Fab City pelo Instituto de Arquitetura Avançada da Catalunha, Centro MIT para Bits e Átomos e a Fundação Fab, instituições internacionais que formam o Grupo Fab City. Além de Sorocaba, fazem parte desse seleto grupo, as cidades de Curitiba e Belo Horizonte. Ser Fab City é pertencer a um novo modelo urbano que prestigie o desenvolvimento da produção local para transformar as cidades em autossuficientes e conectadas. Barcelona (Espanha), Boston e Detroit (Estados Unidos), Cambridge (Inglaterra), Amsterdam (Holanda), Paris (França) e Santiago (Chile) já são Fab Cities. Na prática, isso significa que a cidade de Sorocaba estará interligada com os principais municípios com alto índice de desenvolvimento, criando uma rede inovadora e autossuficiente em ciência e tecnologia.

Tags:, ,