“Plano Verão 2019-2020” da Defesa Civil começa a vigorar a partir deste sábado

Por: Tânia Franco - tmferreira@sorocaba.sp.gov.br

A Comissão Municipal de Defesa Civil (Comdec), da Secretaria de Segurança e Defesa Civil (Sesdec), lançou nesta sexta-feira (29), em solenidade no Salão de Vidro do Paço Municipal, o Plano Verão 2019-2020. Representantes de todas as secretarias e autarquias municipais, do Corpo de Bombeiros, de instituições privadas e conselhos locais, além de voluntários dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudecs), conheceram as estratégias que visam minimizar as consequências das chuvas características do período. O plano entra em operação na cidade no dia 1 de dezembro e se estende até 31 de março do ano que vem.

Sorocaba ainda tem 88 pontos críticos mapeados e suscetíveis a problemas decorrentes de alto índice de chuva: são 41 áreas de alagamento, 21 sujeitas à inundação e 26 a deslizamentos. Monitorados frequentemente, esses locais apresentam classificação 2 em termos de ocorrência e são considerados de médio impacto.

Pelo Plano Verão, a Defesa Civil faz o acompanhamento das chuvas com monitoramento diário nos oito pontos de monitoramento instalados na cidade (Cerrado; Éden; Jardim Abaeté; Alto da Boa Vista; Retiro São João; Bairro dos Morros, Jardim Tatiana e Aparecidinha), de modo a proceder às ações necessárias que garantam a segurança das populações nesses locais.

Formada por um grupo de cerca de setenta pessoas, todas voluntárias, a Defesa Civil tem um organograma de atuação de acordo com cada uma das características dos setores que a compõem. A partir de uma Central de Gerenciamento de Emergência, ligada à coordenação da Defesa, existem agentes de apoio técnico – secretarias de Saúde, Assuntos Jurídicos, Habitação e Saae, por exemplo; de apoio assistencial – Fundo Social, Desenvolvimento Social e Serviços Públicos, entre outras, e de apoio administrativo-logístico – Esportes, Finanças, Educação e Comunicação. O fluxograma contempla, também, a constituição de um grupo de órgãos parceiros, formado pelo Jeep Club; CPFL; Cetesb; Tiro de Guerra, Polícia Militar e os Nudecs.

Outra atribuição da Comdec é preparar esses voluntários para atuação durante os momentos de crise. Neste sentido, cursos de atualização e aperfeiçoamento, leitura e interpretação de radar que vai, inclusive, permitir conhecer as condições meteorológicas passo a passo.

Agradecimentos e homenagens

Em sua fala, o titular da Sesdec, Antonio Marcos Mariano Machado, teceu elogios a sua equipe de Defesa Civil e lembrou a importância do voluntariado: “eles são a primeira linha de contato com a comunidade, quando de ocorrências”, enfatizou. Direcionado à prefeita Jaqueline Coutinho, que participou do evento, garantiu que recursos empregados no atendimento à população, quando se tem corpo técnico eficiente, se traduz em completo uso. “Não há desperdícios”, enfatizou.

Por sua vez, a prefeita reiterou uma postura cooperativa e agradeceu ao empenho dos servidores da Defesa Civil e dos voluntários. “Nenhum governo pode atuar sozinho. Problemas são superados e conseguimos avançar com um espírito de cooperação, comprometimento, de equipe”, disse. Jaqueline lembrou, ainda, do símbolo da Defesa Civil onde hexágonos lembram uma colmeia: “somos as abelhinhas da cidade. Atuando em parceria nós podemos fazer muito mais”, concluiu.

Dentro do plano anual desenvolvido pela Defesa Civil de Sorocaba, em consonância com o órgão estadual, é a segunda vez que o grupo Votorantim Energia participa. Segundo seu gerente de Produção, Alexsander Alves Martins, tudo o que a empresa puder colocar à disposição da comunidade, será feito. Coube a ele, inclusive, uma apresentação acerca do funcionamento da represa de Itupararanga e as condições nas quais ela interfere, por exemplo, no nível do Rio Sorocaba, quando das chuvas.

Segundo o Coordenador Geral de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lima, a parceria com a Votorantim Energia é fundamental no monitoramento das chuvas. Aliado ao trabalho de medição da régua instalada nas imediações da Praça Lions, bem como a monitoria por vídeo, com o apoio da central da Urbes Trânsito e Transportes, saber o volume de água que o rio receberá é importante na tomada de ações de proteção aos cidadãos.

De acordo com Lima, Sorocaba deverá ter um mês de dezembro marcado por chuvas mais distribuídas. Janeiro traz um pouco mais de preocupação, pois a previsão meteorológica indica um período de tempestades mais severas, a partir da segunda quinzena do mês. Fevereiro e março também entram no mapa de previsão e podem trazer chuvas mais isoladas, mas na forma de tempestades, com ventos e descargas elétricas. “E é essa condição que nos põe em alerta, justamente, pela inconstância e a força com a qual ocorrem”, comentou.

Durante o lançamento do Plano Verão, a Defesa Civil prestou homenagens à prefeita Jaqueline e ao Coordenador de Campo do órgão, Angelo Bergamo Filho. Ambos receberam um troféu e um diploma e passam a figurar no rol de “amigos da Defesa Civil” por suas colaborações a poio em prol dos serviços realizados.

Tags: