Prefeitura premiou as melhores obras de artes visuais em 2015

Por: Mariana Campos – macampos@sorocaba.sp.gov.br

Foto: Assis Cavalcante

Os trabalhos dos 22 artistas classificados podem ser conferidos na Galeria Scarpa até o dia 4 de janeiro de 2016

Com a presença de artistas do município, a Prefeitura de Sorocaba anunciou na tarde desta sexta-feira (dia 4) o resultado do Prêmio “Prof. Flávio Gagliardi” de Artes Visuais 2015, na Galeria Scarpa. As obras vencedoras foram: “Flying” (pintura), de Laura Mattos; “Em Cômodos” (pintura), de Will Ferreira; “Coração de Ofélia” (objeto), de Lúcia Castanho; “Série Paraná” (fotografia), de Bruno Geovani Rodrigues Nunes; e “Inditosa Julieta” (objeto), de Flávia Aguilera. Cada autor recebeu um prêmio de R$ 5 mil, além de um certificado.

Realizado pela Secretaria da Cultura e organizado pela Associação de Educação Cultura e Arte de Sorocaba (AECA), do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (MACS), o prêmio tem por objetivo estimular e difundir a produção dos artistas visuais locais, além de reunir, fomentar e promover o intercâmbio entre os artistas, propiciando a reflexão e o aprendizado.

“Agradeço a presença de todos vocês. Nesta edição tivemos um número maior de inscritos, um prêmio mais estruturado e hoje temos este espaço (Galeria Scarpa) para expor os trabalhos de vocês artistas, graças a uma parceria com o SESC, que doou as estruturas usadas pelo Frestas – Trienal de Artes aqui”, destacou Jaqueline Gomes, secretária da Cultura. “Este espaço é de vocês e vamos abrir um edital em janeiro para que vocês ocupem a galeria ao longo de 2016”, adiantou a titular da pasta.

A artista Laura Mattos, autora da obra “Flying”, foi uma das premiadas pela Prefeitura de Sorocaba e ficou emocionada com a conquista. “Me sinto muito honrada de conseguir este prêmio, ele é fruto de um longo trajeto até aqui. Penso que um artista, para ele ter reconhecimento, não basta acreditar que ele é artista, mas sim que ele trabalhar firme para isso e é o que eu venho fazendo. A minha emoção foi deste reconhecimento de trabalhar firme para que a minha técnica seja a melhor possível e que meu trabalho tenha um assunto pertinente a um trabalho interior e esta obra seja de reflexão para que as pessoas sintam qual é a mensagem que quero transmitir”, declara.

Sua obra “Flying” fala sobre a objetificação feminina. “Esta obra é um reflexo de um momento em que eu como mulher me identifico, não de uma maneira vitimista, mas como uma constatação que a mulher acaba sendo mesmo, depósito das necessidades, do desejo do outro, do que o outro projeta sobre nós e o quanto as pessoas acabam não nos enxergando”, explica a artista.

Para Will Ferreira foi uma satisfação participar do Prêmio “Prof. Flávio Gagliardi” de Artes Visuais 2015. “É uma honra participar deste prêmio, com toda a estrutura e a qualidade do trabalho de todos os artistas. Para nós, este prêmio é um incentivo para continuar a produzir e até evoluir o nosso trabalho artístico”, afirmou.

Em 2015, a Secretaria da Cultura recebeu a inscrição de 36 trabalhos de artistas visuais residentes há pelo menos dois anos em Sorocaba. Destes, 22 foram classificados e também receberam um certificado de participação.

Os artistas premiados deverão apresentar proposta de contrapartida à Secretaria da Cultura, como apresentações gratuitas, realização de oficinas, exposição, cursos, palestras, entre outras atividades, com o objetivo de promover a formação artística cultural.

Sobre a avaliação

A seleção dos melhores trabalhos foi feita por uma Comissão Julgadora composta por três avaliadores, de reconhecida competência nas Artes Visuais e devidamente inscritos no Edital de Credenciamento Permanente nº 05 – SECULT, além de um representante da Associação de Educação Cultura e Arte de Sorocaba (AECA), do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (MACS). São eles: Ana Carolina Massagardi, Alessandra da Costa, Valéria Lopes dos Santos e Maria Cristina Ayres Delanhesi.

De acordo com Cristina Delanhesi, presidente do MACS, as produções melhoraram muito do ano passado para 2015 e os portfólios dos artistas também. “A avaliação levou muito em conta o currículo, é importante o artista comprovar que tem uma produção recorrente, que há uma coerência entre uma produção anterior e a atual, que apresente uma evolução neste trabalho, um portfólio bem elaborado e a qualidade do trabalho apresentado. A avaliação não foi feita apenas em cima da obra, mas foi feita em cima da carreira artística mesmo”, explica.

Para ela a parceria entre a Secretaria da Cultura e o MACS é muito importante. “Tudo acaba dialogando, o Museu (MACS) é preocupado em apresentar uma produção já profissional, mas também somos interessados em conhecer os novos talentos da cidade e ajudar na evolução deles. E o prêmio é um dos processos, pois quando você é avaliado, submetido à crítica, e você está pronto para crescer profissionalmente, provavelmente isto vai te ajudar muito. O prêmio de artes visuais complementa e cria uma cena artística diferente na cidade”, destaca.

Exposição de artes

Os sorocabanos terão a oportunidade de conferir gratuitamente as obras dos 22 artistas classificados no Prêmio “Prof. Flávio Gagliardi” de Artes Visuais 2015 na Galeria Scarpa.

Além das cinco obras vencedoras, a exposição conta com os trabalhos: “Diálogo do Âmago” (escultura), de Alexandre Aguilera; “Whitewased Beauty” (pintura), de Ana Letícia Canineo Barreto; “Silêncio” (fotografia), de Rafael Pieroni; “Nascimento” (pintura), de Carlos Eduardo Ferle; “Fronhas dos Sonhos Impressos” (objeto), de Elaine Buzato; “Viagens Orgânicas nº3” (escultura), de Ernesto Silva Ferro Júnior; e “Relíquia” (pintura), de Fernanda Lozano Monteiro Sanches.

Quem for à mostra ainda poderá conferir “Kim&Kim#07” (pintura), de Joaquim Saraiva Marques; “Paisagem Passagem” (pintura), de Liliana Maria Antunes Corrêa Ferreira Alves; “Sobrevivente” (pintura), de Michel Marcos Wahholz Izaki; “O Menino e a Pedra” (pintura), de Pedro Caboatan; “Caminho 2014” (pintura), de Rafael de Assis; “Iluminantes” (fotografia), de Ricardo Cardoso Camargo; “Camisa de Força Voluntária” (objeto), de Silvana Sarti Silva; “Subvivência” (videoarte), de Thiago Telles Fontenelli; “Cardume” (pintura), de Tiago Ferraz de Araújo; e “Numen” (fotografia), de Vinicius Ferreira Chaves Ribeiro.

A exposição poderá ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, até o dia 4 de janeiro de 2016. A Galeria Scarpa está localizada na Rua Souza Pereira, 448, no Centro. Mais informações pelo telefone (15) 3212.7280.

Tags: