Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/primeiros-moradores-ocupam-o-residencial-altos-do-ipanema/
Acessado em: 22/04/2018 - 09h29

Primeiros moradores ocupam o Residencial Altos do Ipanema

Por: Secom Sorocaba

Os primeiros moradores do Residencial Altos do Ipanema começaram a ocupar seus imóveis nesta terça-feira (2). De acordo com a Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (Sehab), no total 35 famílias estão agendadas, entre síndicos e o corpo diretivo, para este primeiro dia de mudança. O maior fluxo de ocupação dos apartamentos se dará a partir desta quarta-feira (3), com cerca de 220 mudanças, e assim segue até o dia 12 deste mês.

Uma equipe da Sehab e funcionários de uma empresa contratada para desenvolver um trabalho técnico/social de acompanhamento destas famílias, orientam os moradores durante todo o dia, no entre e sai de caminhões com os móveis e os pertences.

Durante a mudança, a moradora Patrícia Brito de Oliveira não conteve a alegria. “Estou começando a viver de verdade hoje, eu e minha família, e isso não é sonho não, é realidade. Agradeço a Deus e a vocês da prefeitura que estão junto conosco desde quando esse sonho começou a se tornar realidade”, contou ela.

A estimativa é de que o Residencial Altos do Ipanema abrigue 6.400 pessoas. Cerca de 90% dos futuros moradores já retiraram suas chaves e aproximadamente 192 ainda não foram habilitados.

Sobre o Residencial Altos do Ipanema

O Residencial Altos do Ipanema é formado por 11 condomínios, cada um contando de 7 a 15 blocos de apartamentos e cada bloco reunindo de 170 a 208 apartamentos. Integrante da faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida, do Ministério das Cidades, o residencial é formado por apartamentos com custo de produção de R$ 96 mil e valor de mercado estimado em R$ 160 mil. Os inscritos que foram contemplados obedeceram alguns critérios previamente estabelecidos, entre os quais mulheres que são chefes de família; deficientes físicos; e moradores de áreas de risco. As prestações mensais a serem pagas variam de R$ 70,00 a R$ 260,00, de acordo com a situação socioeconômica de cada contemplado.