Projeto inovador vai ajudar crianças que estão longe da escola

Por: Viviane Gonçalves

 

Secretaria de Educação fará atendimento domiciliar em 2018

 

A Secretaria de Educação da Prefeitura de Sorocaba começará o ano de 2018 com uma novidade na gestão educacional do município: um atendimento domiciliar para estudantes, seja do ensino infantil ou fundamental da rede municipal, que estejam afastados da escola por impedimentos médicos, a mais de 120 dias.

Na prática o projeto levará dois professores da rede com cargas atribuídas até a casa deste aluno, que receberá aulas na presença de familiares e/ou responsáveis. Esta nova modalidade foi criada para que este aluno não perca a importante relação com o professor.

Esta integração aluno e escola foi idealizada pela secretária de Educação, Marta Cassar, que desenvolveu o projeto depois de ouvir o relato de um pai de uma criança com deficiência que relatou ter receio de levar o filho de 6 anos à escola. “Estas crianças têm o direito de estudar e os pais precisam confiar na escola, para que possam trazer novamente ou levá-los a começar a frequentar o espaço físico da escola. Entendemos que desta forma eles se sentirão motivados”, diz Marta.

Para a secretária, o atendimento infantil é de extrema importância. “Nós incluímos o ensino infantil pois entendemos que esta é a fase mais importante das crianças para o aprendizado, na qual elas necessitam de estímulo e do relacionamento emocional”, conta Marta.

Atualmente, as crianças acima de 6 anos têm disponíveis um projeto que funciona com a ida dos responsáveis à escola para a retirada das atividades escolares. Os alunos fazem os trabalhos em casa, sem acompanhamento do professor. “Esta relação é muito distante. Nós entendemos como importante porém, podemos melhorar. Com nossa nova modalidade, os alunos, inclusive os do ensino infantil, vão vivenciar mais a escola”, garante Marta Cassar.

As professoras que farão o atendimento domiciliar vão passar por uma preparação nos primeiros dias de fevereiro no Centro de Referência em Educação (CRE), para então dar início ao projeto. Atualmente não há  um número real sobre quantas crianças encontram-se nesta situação. A partir deste projeto, a gestão educacional do município saberá ao certo qual a quantidade de crianças afastadas da escola. Os dias das aulas e a carga horária serão definidos depois da inscrição. Os pais ou responsáveis pelas crianças que se encontram nesta situação devem entrar em contato com a Sedu pelo telefone (15) 3238.2204 para saber como devem se inscrever.

 

 

 

Tags: