Psicodrama público será tema de encontros na Biblioteca Infantil

Por: Esdras Felipe Pereira (Programa de Estágio) Supervisão: Tânia Franco – ttferreira@sorocaba.sp.gov.br

 

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), promove a partir deste sábado (9) uma série de encontros sobre psicodrama público, na Biblioteca Infantil Municipal “Renato Sêneca de Sá Fleury”. Além do primeiro, outros cinco bate-papos serão realizados até junho, sempre aos sábados de manhã. Não é necessário fazer inscrição. Basta comparecer com 15 minutos de antecedência aos eventos, que acontecerão sempre das 9h às 11h30. A única exigência é ter mais de 18 anos.

As atividades terão direção e coordenação das psicólogas Marcia Erika Nakagawa e Eluana May. Segundo elas, o psicodrama público é um método transformador, que acolhe diferentes subjetividades. Nele, explicam, trabalha-se a troca de ideias, valores e experiências de vida por meio da construção coletiva de histórias dramatizadas.

A aplicação do psicodrama público, que nasceu do teatro de improviso, é uma das mais eficientes e criativas nas áreas da saúde, educação e projetos sociais. “Na medida do possível, o psicodrama público tenta criar a história de cada um como indivíduo e cidadão, além de facilitar as reflexões éticas a partir de experiências cotidianas”, comentam as responsáveis pelo projeto.

Os encontros

O primeiro encontro, intitulado “1º Psicodrama Público”, ocorre neste sábado. Na ocasião, as psicólogas vão repassar informações e contextualizar o método aos participantes. O segundo, em 23 de abril, trará a discussão “Como está sua criança interna?”. O terceiro, denominado “A mulher maravilha hoje” acontece em 7 de maio, trazendo questões ligadas aos valores e crenças que norteiam o desenvolvimento de múltiplos papéis sociais.

No quarto encontro, em 28 de maio, o tema será “Autoestima, como está a sua?”. O quinto ocorre em 11 de junho, levantando um assunto que está em alta: “Relacionamento amoroso em tempos de WhatsApp”. A série de bate-papos chegará ao fim em 25 de junho, desta vez com enfoque à terceira idade. Na pauta, “Ah se eu tivesse a cabeça que tenho hoje há 30 anos”.

As responsáveis pelo projeto

Ambas as psicólogas responsáveis pelo projeto estão, atualmente, se especializando no psicodrama na área da psicologia clínica, na Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama (ABPS), em São Paulo.

Eluana é psicóloga formada pela Universidade de Guarulhos. Entre outras experiências de seu currículo, atuou em projetos específicos de psicologia clínica aplicada à comunidade, bem como trabalhou com orientações vocacionais e comportamentais.

Marcia, por sua vez, é psicóloga formada pela Universidade Metodista de Piracicaba. Atualmente, trabalha em consultório e instituições voltadas à área da saúde mental.

A Biblioteca Infantil fica na Rua da Penha, 673, no Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3231.5723.

 

Tags:, , ,