Reunião define cronograma para o Conselho do Selo Social 2018

Por: Viviane Gonçalves

Representantes das Secretarias da Prefeitura de Sorocaba e de empresas e Organizações Sociais se reuniram, na tarde desta quinta-feira (09), para definir o cronograma de atividades do Conselho do Selo Social 2018. O encontro foi na Esamc – Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação.

O Selo Social é uma oportunidade para que os três setores possam reunir-se periodicamente e discutir os problemas sociais de Sorocaba, bem como pensar e propor soluções. As Organizações se inscrevem e cadastram projetos sociais que para que sejam avaliados seus impactos sociais e assim sejam certificados.

Em Sorocaba, o projeto atua pelo 5° ano em parceria com o Poder Público, por meio da Secretaria de Cidadania e Participação Social (SECID), dando condições para que os três setores – público, privado e social, pensem junto e busquem a formalização de parcerias, no sentido de trabalhar elementos ou programas sociais como ações prioritárias, que demostrem o seu compromisso, visando melhorar a qualidade de vida na nossa cidade. “Aqui em Sorocaba, o Selo Social já é algo muito importante, a ponto de organizações cobrarem esta certificação para a formalização de parcerias”, contou a diretora técnica do Instituto Abaçaí Brasil, Carina Giunco.

No ciclo 2018, são 88 organizações participantes. O cronograma de atividades segue durante o ano todo, com encontros, seminários e capacitação online, para que possam mensurar os impactos sociais na localidade que após ser validado pelo Conselho, alcançam a certificação. Conselho é formado por – Setor Público: Secretaria de Cidadania e Participação Popular, Secretaria de Comunicação e Eventos, Secretaria de Educação, Secretaria de Abastecimento, Agricultura e Nutrição e Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda; Setor Privado: ESAMC, SENAC, MOB Eventos, Unniroyal e Johnson Controls; Setor Social: Associação Benef. Antônio José Guarda, Centro Social São José, Casa Transitória André Luiz e Associação Comercial – ACSO.

“O conselho exerce várias funções, mas a principal é o auxílio na leitura dos indicadores de diagnóstico local, para reconhecer e orientar os projetos dos participantes do programa. Outra atribuição importante é a análise dos relatórios sociais e validação dos impactos”, que só poderia ser feito por membros da própria comunidade “complementa Carina.

O programa Selo Social Sorocaba é totalmente gratuito aos participantes inscritos, tendo como investidores – DANA, Unimed Sorocaba, Kanjiko, ESAMC, FLEX, Sorocaba Park Hotel e Sefmidia. O próximo encontro dos participantes em Sorocaba será no dia 16 de agosto, outras informações podem ser obtidas no site do Instituto: www.selosocial.com.

Tags:,