Reunião na Prefeitura de Sorocaba discute criação de Parque Linear

Por: Neide Barbosa

O secretário de Planejamento e Projetos da Prefeitura de Sorocaba (Seplan), Luiz Alberto Fioravante, recebeu nesta segunda-feira (8), uma comissão da Associação de Moradores e Proprietários do Central Parque, Piazza de Roma e Adjacências, para discutir o andamento do processo de criação do Parque Linear “Professora Virgínia Lyra Mascarenhas Brisotti”, que ocupará uma área pública de mais de 380 mil m² na região oeste da cidade.

O projeto de criação e denominação do parque, de autoria do Executivo (Projeto de Lei nº 297/2017), foi aprovado pela Câmara de Vereadores da cidade e sancionado pelo prefeito José Crespo em dezembro do ano passado.  Antiga reivindicação dos moradores, o parque está orçado em mais de R$ 2 milhões e integrará outro espaço que está sendo criado naquela região, a Praça da Juventude.

Mas para que o parque saia definitivamente do papel e se torne realidade será preciso solucionar algumas questões de ordem técnica, explicou o secretário da Seplan, Luiz Alberto Fioravante.  “O projeto é bastante amplo e tem que ser trabalhado, principalmente, no que diz respeito às questões técnicas”, disse.

Uma das intervenções necessárias será do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) que deverá proceder o rastreamento e contenção de possíveis despejos de esgoto na área. Além disso, o projeto inclui ações para a preservação de  9 nascentes existentes no local. De acordo com o presidente da Associação de Moradores e Proprietários do Central Parque, Piazza de Roma e Adjacências, Manoel Borges, “será preciso uma intervenção ambiental para que essas nascentes não sejam sedimentadas”, se referindo às condições naturais de aterramento por conta de enxurradas e outras intempéries.

Manoel Borges diz, ainda, que tem procurado “as esferas públicas e privadas para angariar os recursos necessários para a completa efetivação do parque”, disse, ressaltando que a Secretaria de Meio Ambiente, Parques e Jardins de Sorocaba, através do secretário Jessé Loures, já havia inicio estudos ambientais na área. Isso deve permitir que o processo de construção dos aparelhos públicos no parque transcorra com mais velocidade.

O titular da Seplan, Luiz Alberto Fioravante, disse que trata-se de um projeto importante para Sorocaba e que todas as ações cabíveis por parte do poder público estão sendo tomadas, para que o projeto de construção do Parque Linear se torne realidade, ressaltando o trabalho organizado que vem sendo feito pela Associação dos Moradores e Proprietários do Central Parque, Piazza de Roma e Adjacências, por meio do seu presidente, Manoel Borges.

A reunião foi acompanhada por membros da Associação de Moradores do Piazza di Roma Eduardo Ricardo, Ercílio Ribeiro e Wilson Franco), os arquitetos Amilton Nery e Michele Bossolam, da Seplan, Rogério Mel de Campos – representando a vereadora Iara Bernardi, Felipe Cardoso, representando a Secretaria de Meio Ambiente, Parques e Jardins,  e Lucas e Andre Campos Silva da empresa IG, que presta assessoria à Associação Piazza di Roma.

Tags: