Revitalização da Zona Azul em Sorocaba tem início em 20 de março

Por: Mariana Campos – comunicacao@urbes.com.br

O prefeito José Crespo anunciou, em entrevista coletiva ocorrida na tarde desta terça-feira (14), no 6º andar do Paço Municipal, a revitalização da Zona Azul em Sorocaba a partir do dia 20 de março. Neste primeiro momento, serão oferecidas 815 vagas de estacionamento rotativo à população em 28 ruas da região central da cidade.

A iniciativa é coordenada pela Urbes – Trânsito e Transportes e visa aumentar a oferta de vagas de estacionamento, através da rotatividade, auxiliar na fluidez do trânsito, otimizar o acesso da população aos serviços e atividades econômicas do Centro de Sorocaba, além de combater o comércio clandestino de cartões e coibir a atuação dos guardadores de carro, mais conhecidos como “flanelinhas”.

“Queremos proteger o comércio do Centro da cidade e, com a revitalização da Zona Azul, vamos oferecer mais vagas aos clientes dos estabelecimentos comerciais. Para isso vamos continuar neste semestre utilizando o cartão de papel ao menor custo do Brasil”, destaca o prefeito.

O chefe do Executivo também anunciou a modernização da Zona Azul. “A nossa intenção é modernizar a Zona Azul no segundo semestre deste ano. Deixaremos o cartão de papel e, provavelmente, vamos aderir a Zona Azul digital, que já foi implantada com sucesso em São Paulo (capital), utilizando aplicativo, e isso será um avanço. São Paulo partiu do cartão para o sistema digital e é o mesmo salto que daremos provavelmente no final de 2017”, adianta.

De acordo com o diretor presidente da Urbes, Wilson Unterkircher Filho, a ideia neste momento é retomar efetivamente a cultura do estacionamento rotativo em Sorocaba. “Neste momento não vamos alterar sequer o preço cobrado desde 1996, que é de R$ 0,50 por uma hora, e R$ 0,70 por duas horas. Queremos resgatar o hábito do sorocabano, preparando todos para um segundo momento que será a modernização da Zona Azul, que contará inclusive com a ampliação do número de vagas ofertadas”, garante.

Participaram também da entrevista coletiva o vereador Fernando Dini e os secretários Eloy de Oliveira (Comunicação e Eventos) e Hudson Zuliani (Gabinete Central).

 

Sobre a Zona Azul

Entre as vias que possuem vagas do estacionamento rotativo estão: Penha, Arthur Gomes, Professor Toledo, Sete de Setembro, Miranda Azevedo, José Bonifácio, Álvaro Soares, Anita Garibaldi, Monsenhor João Soares, Souza Pereira, Leopoldo Machado, Rodrigues Pacheco, Brigadeiro Tobias e Ubaldino do Amaral.

Uma novidade é a ampliação dos postos de venda autorizados. Neste primeiro momento serão 18 locais distribuídos em todas as regiões da cidade, principalmente no Centro, em bancas de jornais, papelarias e outros estabelecimento, além do Terminal São Paulo (TSP), na sede da Urbes e nas seis Casas do Cidadão: Ipiranga, Éden, Nogueira Padilha, Itavuvu, Ipanema e Brigadeiro Tobias.

O estacionamento rotativo é regulamentado pelo Código de Trânsito Brasileiro – CTB (lei federal nº 9.503/97) e pelo decreto municipal nº 22.268, de 5 de maio de 2016. Segundo o artigo 181, XVII, do CTB, o condutor que descumprir as regras para o estacionamento rotativo comete infração grave (5 pontos na CNH), multa no valor de R$ 195,23 e remoção do veículo. São infrações de trânsito estacionar nos locais definidos como Zona Azul de forma irregular, sem o devido pagamento e com excesso de prazo permitido para o local.

 

Próximas etapas

De acordo com a Urbes, a partir deste sábado (dia 18) as vagas receberão sinalização de solo com destaque para a cor azul para reforçar ao condutor a existência do estacionamento rotativo. Além disso, serão implantadas novas placas de regulamentação da Zona Azul.

Na sequência, a partir do dia 21 de março, será realizada uma campanha educativa junto aos munícipes em locais estratégicos. A ação nas ruas vai ocorrer durante 20 dias, com distribuição de material de orientação para explicar sobre o funcionamento do estacionamento rotativo, como obter o cartão da Zona Azul, além de responder outras dúvidas dos condutores. Somente após este período é que será intensificada a fiscalização, com autuação de irregularidades.

Como funciona

A obrigatoriedade do uso do cartão ocorrerá de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e sábado, das 9h às 13h. Os cartões são válidos por até 2 horas, podendo ser utilizados até 2 cartões de 1 hora, de acordo com o prazo estabelecido nas placas de sinalização. De acordo com a Urbes, é importante que o munícipe esteja atento ao tempo máximo de permanência no local. Após o fim do prazo, o veículo deve ser retirado da vaga.

Para evitar qualquer aborrecimento, o ideal é que o motorista adquira antecipadamente o talão do cartão sempre num dos postos de venda autorizados. Os condutores devem preencher o cartão corretamente, conforme instrução no verso da folha, e mantê-lo visível no interior do veículo com a frente voltada para cima. A permanência da pessoa no interior do veículo não desobriga o uso do cartão.

Já os veículos de propriedade, utilizados ou a serviço de pessoas com deficiência são isentos do pagamento da Zona Azul no período máximo de duas horas. Para isso, o veículo deve estar devidamente identificado com a credencial especial emitida pela Urbes. O benefício é cedido através da lei municipal nº 5.270, de 11 de novembro de 1996.

 

Venda clandestina do cartão e guardadores de carros

Outra frente de trabalho de fiscalização da Urbes será no combate à venda clandestina de cartões da Zona Azul e coibir a atuação dos guardadores de carro. A ação será feita em conjunto com a Guarda Civil Municipal (GCM) e a Polícia Militar (PM).

As pessoas que estiverem comercializando irregularmente os talões da Zona Azul serão abordados e terão apreendido todo o material. Já os guardadores de carros serão abordados e orientados para que deixem o local em razão do exercício ilegal da profissão.

A população poderá denunciar qualquer um dos casos pelos telefones 156 (prefeitura), 199 (GCM), 118 (Urbes) e ainda pelo Fale Conosco (www.urbes.com.br).

 

Postos de Venda Autorizados

 

LOCAL ENDEREÇO HORÁRIO
Ithalian Lanchonete Rua Rodrigues Pacheco, 115 – Centro

 

Seg a sex: 7h às 17h

Sáb: 7h às 12h

Papelaria Roma

 

Rua da Penha, 856, sala 02 – Centro Seg a sex: 8h às 18h

Sáb: 9h às 13h

Vime Shopping

 

Rua Santa Clara, 276 – Centro

 

Seg a sex: 8h às 18h30

Sáb: 8h às 13h30

Erica Ishibe Fotótica

 

Rua Santa Clara, 90 – Centro

 

Seg a sex: 8h às 18h

Sáb: 8h às 12h

Livraria Nova Mec

 

Rua Voluntários de Sorocaba, 22 – Centro Seg a sex: 8h às 18h

Sáb: 8h às 12h

Blocoos Livraria e Papelaria

 

Rua Souza Pereira, 234 – Centro

 

Seg a sex: 8h às 18h30

Sáb: 8h30 às 13h

Drogaria Amaral Rua Monsenhor João Soares, 221 – Centro Seg a sex: 8h às 18h30

Sáb: 8h às 13h30

Terminal São Paulo

 

Rua Leopoldo Machado s/nº – Centro Seg a sex: 8h às 16h30
Associação Comercial

 

Rua da Penha, 535 – Centro Seg a sex: 8h às 18h

Sáb: 8h às 13h

Banca de Jornal “Sé”

 

Praça Cel. Fernando Prestes s/nº – Centro Seg a sex: 8h às 22h

Sáb: 8h às 22h

Banca de Jornais Endereço: Praça Artur Fajardo, s/nº – Centro Seg a sex: 7h às 19h

Sáb: 7h às 13h

Urbes – Sede

 

Rua Pedro de Oliveira Neto, 98 – Panorama Seg a sex: 8h às 17h
Casa do Cidadão Ipanema

 

Av. Ipanema, 3.349 – Vila Helena Seg a sex: 9h às 17h
Casa do Cidadão Itavuvu

 

Av. Itavuvu, 3.415 – Parque das Laranjeiras Seg a sex: 9h às 17h
Casa do Cidadão Éden Rua Bonifácio de Oliveira Cassu, 180 – Éden Seg a sex: 9h às 17h
Casa do Cidadão Ipiranga

 

Rua Estado de Israel, 424 – Jardim Ipiranga Seg a sex: 9h às 17h
Casa do Cidadão Brigadeiro Tobias Av. Bandeirantes, 4.155 – Brigadeiro Tobias Seg a sex: 9h às 17h
Casa do Cidadão Nogueira Padilha Av. Nogueira Padilha, 1.460 – Vila Hortência Seg a sex: 9h às 17h

 

Tags:, ,