Saae desenvolve programa de prevenção ao uso do álcool e drogas

Por: Carlos Lara - imprensa@saaesorocaba.sp.gov.br

Com o objetivo de informar, orientar e conscientizar os seus servidores sobre as consequências negativas do uso do álcool e demais drogas, além de possibilitar o acesso ao tratamento adequado e necessário, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Sorocaba vem promovendo o seu “Programa de prevenção e tratamento ao uso do álcool e outras drogas”, por meio de uma dinâmica de treinamentos, que vêm sendo desenvolvidos desde o último mês de agosto, e que deverão se estender até que todos os 1.200 funcionários da autarquia recebam as orientações.

Aplicados pelo psicólogo Dênis Marcelo de Carvalho, especialista em dependência química pela Unidade de Pesquisas em Álcool e Drogas, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), os treinamentos foram realizados, num primeiro instante, junto à diretoria e às chefias, e neste momento está sendo estendido aos demais servidores, num total de três horas para cada turma de cinquenta funcionários, sempre no auditório do Centro Operacional, na avenida Comendador Camilo Júlio, zona industrial da cidade.

Além do caráter preventivo e educativo, o treinamento também tem abordagem técnica, visto que oferece subsídios para que as chefias tenham condições de detectar o problema junto aos servidores, fazer a abordagem adequada, e proceder e encaminhamento para o tratamento necessário.

De acordo com Eunice Maria da Silva, psicóloga da autarquia e membro da equipe responsável pelo programa, no primeiro módulo do treinamento são apresentadas as diversas formas do uso de drogas; os aspectos relacionados à dependência química e suas consequências negativas, tanto no ambiente de trabalho como no âmbito familiar; e a legislação existente sobre o assunto, com destaque para o Decreto Municipal 21.820, de maio de 2015, que implantou oficialmente o programa no Saae/Sorocaba.

No segundo módulo do treinamento ocorre o detalhamento do programa implantado pela autarquia, com suas ações preventivas, bem como as formas de tratamento a serem desenvolvidas junto aos servidores em que o problema for detectado.

Ainda segundo Eunice Silva, “o objetivo do programa é oferecer aos servidores o acesso às informações, possibilitando a conscientização sobre o uso problemático de drogas, no sentido de prevenção à dependência química, além do acesso ao tratamento para aqueles que se apresentem já comprometidos”.

O programa desenvolvido pela autarquia introduzirá, num segundo momento, a realização de exames toxicológicos, visando monitorar o uso de álcool e demais drogas no ambiente de trabalho, visto que o foco do programa é a saúde do servidor e a segurança no trabalho, possibilitando a prevenção de acidentes e demais consequências negativas no desempenho profissional e na vida pessoal dos funcionários.

Tags:, , ,