Saae implanta muros de concreto para proteger adutoras

Por: Carlos Lara - imprensa@saaesorocaba.sp.gov.br

Em mais uma ação preventiva de proteção às adutoras, que trazem água bruta da represa de Itupararanga para tratamento e distribuição na cidade, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Sorocaba está construindo dois muros em concreto armado no trecho em que a tubulação de 800 milímetros de diâmetro se rompeu, no início deste ano.

“Antes mesmo do acidente ocorrido em 31 de janeiro, já estávamos traçando o plano de proteção das adutoras, seguindo determinação do prefeito José Crespo, e desde então o processo prosseguiu sem interrupções, com diversas intervenções pontuais, em todo o trecho de 14 quilômetros de extensão das quatro adutoras, como essa que estamos executando neste momento”, destaca o diretor-geral da autarquia, Ronald Pereira da Silva.

O trabalho que vem sendo desenvolvido pelas equipes do Saae/Sorocaba se concentra no local onde foi implantada uma treliça metálica, para a recolocação da tubulação rompida novamente na sua posição de origem, num trecho localizado às margens da rodovia que liga Votorantim a Piedade, na Vila São João. Naquela oportunidade, no último dia do mês de janeiro deste ano, ocorreram fortes chuvas na região e o volume das águas do córrego existente no local, onde se forma um vale, acabou descalçando a base das pilastras de concreto de sustentação das adutoras, causando o desmoronamento e o rompimento da maior delas.

Os muros de concreto armado que vêm sendo implantados pela autarquia têm como objetivo justamente proteger as duas encostas laterais e as pilastras de sustentação das adutoras da força das águas do córrego, que em períodos de fortes chuvas tem ampliada a sua vazão de forma considerável.

O trabalho que vem sendo realizado no local consiste na construção de dois muros laterais, com 15 metros de extensão e 3 metros de altura, cada um deles. A montagem vem sendo realizada com a utilização de módulos pré-moldados, e a previsão é de que a intervenção seja concluída em quinze dias.

 

 

Tags: