Saae-Sorocaba resolve situação da única região em que faltava água

Por: Leandro Nogueira - leandronogueira@saaesorocaba.sp.gov.br
Crédito das fotos – Juliana Hernandes (Assessoria de imprensa do Saae-Sorocaba)

Com instalação de bombas, região alta do Parque Campolim e parte
da Zona Leste agora têm água ininterruptamente nos dias quentes

O Saae-Sorocaba solucionou a situação da única parte da cidade atendida por sua rede de distribuição que enfrentava falta de água em dias de temperatura mais elevada no verão: a região do Parque Campolim. Agora está garantida a capacidade de fazer o recurso chegar em volume suficiente para atender a demanda. “Igualamos a região do Campolim ao restante da cidade em capacidade de oferta de água para a população”, comemora o prefeito José Crespo.

A mudança promove melhorias tanto para a população de parte da Zona Sul e Zona Leste. Na Zona Leste serão beneficiadas a Vila Haro, Parada do Alto, João Romão e Novo eldorado. Na Zona Sul, o Jardim América, Jardim Europa, Jardim Isaura, Jardim Santa Fé, Jardim São Carlos, Residencial Elton Ville, Condomínio Bosque São Bento, Condomínio Mont Blanc, Residencial Giverny, Residencial Tivoli Parque e Sunset Condomínio Residencial.

A melhoria é o resultado da instalação de duas bombas (booster) em imóvel do próprio Saae-Sorocaba, na praça existente na confluência das avenidas Antônio Carlos Comitre e Mário Campolim. As bombas garantem maior pressão, proporcionando o envio de volume de água maior em tempo reduzido para o reservatório da autarquia, na região alta do Campolim.

O diretor-geral do Saae-Sorocaba, Ronald Pereira da Silva, explica que até então havia a capacidade de bombear 70 litros por segundo para a região do Parque Campolim, sem que fosse usada a rede de distribuição que abastece a Zona Leste. Como os 70 litros por segundo eram insuficientes, havia a necessidade de reduzir a distribuição para a Zona Leste.

A partir de agora, a capacidade de bombeamento para a região do Parque Campolim é de 160 litros por segundo, mantendo a outra rede para abastecer exclusivamente a Zona Leste. Os 160 litros por segundo é o suficiente para a demanda estimada daquela região até o ano 2035, conforme a previsão do Plano Diretor de Abastecimento de Água.

“A população de duas regiões da cidade, a Leste e a Sul têm mais água à disposição para o consumo para enfrentar o verão, mas é sempre preciso consciência para evitar desperdícios, mesmo havendo sabendo que água não vai faltar”, recomenda o diretor-geral do Saae-Sorocaba. Ele lembra também que, devido à concentração de serviços e comércios na região do Campolim a melhoria beneficia a população de todas as partes da cidade que passam o dia trabalhando na região do Campolim.

Tags: