Samu alerta para excessos de álcool e comida nas festas de Ano Novo

Por: Eduardo Santinon – esantinon@sorocaba.sp.gov.br

A chegada das festas de Ano Novo, para muita gente, também é sinônimo de exageros. Sobretudo por conta das comemorações que tendem a impelir os mais entusiasmados a aumentar o consumo de bebidas alcoólicas e de comidas gordurosas.

Diante deste cenário, as equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu 192), vinculado à Secretaria da Saúde (SES), estão sempre prontas para atender casos de emergência. Porém, adotar certas medidas podem evitar que a imprudência e os exageros impliquem em tristezas e aborrecimento, ainda mais numa época onde a alegria é que deve sobressair.

O Samu 192 funciona 24 horas e sua equipe reúne médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas. São atendidas urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental, independente do local, seja residências, locais de trabalho ou vias públicas. “Mas o que registra aumento nesta época do ano são as chamadas relacionadas de alguma forma a abusos, inclusive ligados ao consumo excessivo de bebida alcoólica”, fala Diego Bispo Fernandes, chefe da Seção de Apoio Administrativo do Samu 192.

Por este motivo, para evitar demandas desnecessárias e comprometimento no atendimento de casos, ele orienta que o cidadão só acione o serviço de forma racional, como na ocorrência de dores no peito de aparecimento súbito, situações de intoxicação e envenenamento, queimaduras graves, queda acidenta, trabalho de parto com risco de morte da mãe ou do feto, crises convulsivas, acidentes de trânsito com vítimas, traumas, perda de consciência, sangramentos e hemorragias.

Ao acionar o Samu, via telefone 192, o usuário deve responder da forma mais clara e completa possível aos questionamentos feitos pelo atendente,. Isso influencia diretamente numa melhor qualidade e agilidade do atendimento. A pessoa precisa saber o aconteceu com o paciente, ter o endereço da ocorrência – inclusive pontos de referência para facilitar o deslocamento da equipe -, bem como dados do paciente, como nome e idade. Também é indicado passar o número do telefone de onde a pessoa está ligando, caso haja necessidade de contato posterior para facilitar o trabalho de socorro.

Comidas e bebidas

Além do coração, também o fígado pode ser bastante afetado por esses excessos, seja devido ao consumo de doces, frituras e carnes muito gordurosas, além de álcool. Costumam provocar mal-estar, vômitos e, em casos mais extremos, até coma alcoólico.

Médica do Samu, Michele Peterson, aponta que o mais prudente é comemorar Natal e Réveillon sem colocar a saúde em risco. “Fala-se em hidratar com água e sucos antes e durante o consumo de bebida alcoólica, quando o correto é não beber. Não adianta instigar a prática e sim evitá-la”, alerta.

O agravante, ressalta a médica, é que, principalmente em época de festas, a maioria de quem bebe nunca sabe a hora de parar. “O correto é não abusar, para não acabar a noite em um hospital.” Para evitar a ressaca no dia seguinte, é direta: “É só não beber. Quem bebe tem ressaca e não há fórmula mágica contra isso. O corpo sofre as consequências disso”.

Mais perigos

O Samu 192 ainda alerta para o risco de acidentes devido ao consumo de bebida alcoólica. A recomendação é não dirigir veículo automotor caso a pessoa tenha ingerido álcool. O mesmo vale na hora de se exercitar. Exagerar em atividades físicas ou nadar em rios e lagos pode se traduzir em risco de afogamentos e em outras complicações de saúde. “Não dá para se descuidar. Não é alerta somente para esta época do ano, mas permanente. Sempre é preciso ficar atento”, finaliza a médica do Samu.

Tags:,