Samu firma parceria com Ouvidoria para identificar e coibir trotes

Por: Secom Sorocaba

A Ouvidoria, órgão ligado à Secretaria de Gabinete Central da Prefeitura de Sorocaba, trabalhará em conjunto com o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para identificar e desta forma, coibir, os trotes direcionados ao serviço. Somente no 1° semestre deste ano, o órgão que atende pelo número 192, recebeu 3.889 ligações identificadas como trotes, uma média de 21 ligações por dia.

Ao perceber que se trata de trote, a telefonista orienta que o número do telefone está sendo identificado no sistema e a ligação está sendo gravada, podendo ser localizado, inclusive, de onde está sendo originada a chamada.  De acordo com o coordenador do Samu, Caio Saboya, na maioria das vezes, as ligações são de crianças. “Acredito que 80% dos casos. Porém também há ligações que são de pacientes psiquiátricos”, disse ele.

A parceria com a Ouvidoria funcionará com o fornecimento semanal  dos números e a localização dos falsos chamados. “Nosso trabalho é de garantir que os serviços públicos funcionem da melhor maneira possível. O Samu é um deles. A partir de agora, nós iremos receber as informações e entrar em contato com os números das ligações mais recorrentes. Se forem crianças, vamos conversar com os responsáveis”, contou Liliane de Jesus, Ouvidora Geral.

Os trotes prejudicam o serviço prestado às vítimas que precisam de atendimento emergencial. Assim que o trote é identificado, os telefonistas são orientados a abreviar a comunicação ao máximo para que a linha não fique ocupada para ligações que realmente sejam urgentes.

Atualmente não existe nenhuma ação punitiva aos autores, quando os profissionais retornam a ligação, o infrator desliga o telefone imediatamente. A parceria entre Ouvidoria e SAMU tem como objetivo esclarecer para as pessoas como funciona o serviço e tentar fazer aliados na luta por um serviço de saúde cada dia com mais qualidade para Sorocaba. “ O objetivo é orientar os pais propondo para os mesmos que as crianças venham conhecer o serviço e aprender um pouco sobre primeiros socorros, vamos tentar transformar a visão dos usuários desde a infância”, finalizou Caio.

Tags:, ,