SECOM resgata Prêmio Jornalístico e Publicitário

Por: André J. Gomes

O Prêmio Jornalístico e Publicitário da Prefeitura de Sorocaba marcou uma geração inteira de profissionais da imprensa e da propaganda na cidade. Dividido em várias categorias, o concurso reconheceu durante anos o trabalho de repórteres, fotógrafos, apresentadores, redatores, diretores de arte e outros profissionais da comunicação, até ser desativado após sua edição de 2015.

Agora, por iniciativa da administração de José Crespo, sob a coordenação da Secretaria de Comunicação e Eventos, a ideia de recriar o concurso foi apresentada na sessão dessa terça-feira (14) na Câmara Municipal de Sorocaba, por meio do projeto de lei no 227/2018.

Os vereadores têm até o final de agosto para aprovar a proposta de retomar o prêmio, que agora chega com algumas alterações em comparação com a versão anterior. “Fizemos adaptações importantes, de modo a tornar o concurso mais dinâmico e priorizar sobretudo o talento dos profissionais e a excelência de seu trabalho”, explica o secretário de Comunicação e Eventos, Eloy de Oliveira.

Basicamente, a mudança enxugou o número de troféus em cada categoria do prêmio (imprensa jornal e revista, rádio, televisão, publicidade e web), de modo a otimizar os recursos públicos e, sobretudo, valorizar a qualidade jornalística e publicitária em sua essência: o bom texto, as boas imagens, a profundidade e a inteligência da comunicação. “Excluímos por exemplo, a diferença entre melhor reportagem’ e ‘melhor reportagem investigativa’, uma vez que toda reportagem deve, por excelência, investigar os fatos, analisar os seus contextos, ouvir todos os lados e buscar as melhores formas de transmitir informações”, diz Eloy de Oliveira.

O secretário espera que a nova lei seja aprovada o mais rápido possível pelos vereadores para dar início às inscrições. “Nossa expectativa é iniciar todo o processo de divulgação, inscrições e julgamento em setembro para fazer a entrega dos prêmios em novembro”, conclui o secretário de Comunicação e Eventos.