Secretaria da Saúde, Ministério Público e DRS realizam evento em comemoração ao Dia Internacional da Saúde Mental em Sorocaba

Por: Marcelo de Almeida Júnior - marcalmeida@sorocaba.sp.gov.br

Em comemoração ao Dia Internacional da Saúde Mental, Sorocaba terá um evento especial para comentar sobre o panorama atual da região sobre o tema nesta quarta-feira (10), às 9h, no Centro de Referência em Educação (CRE) situado à Rua Artur Caldini, 211. A organização será realizada por três órgãos de grande importância: Secretaria da Saúde (SES), DRS (Departamento Regional de Saúde) XVI e Ministério Público (MP).

A abertura da programação contará com a presença da médica e diretora da DRS XVI, Dra. Paula Duarte, da secretária da Saúde de Sorocaba, Dra. Marina Elaine Pereira e da diretora de planejamento da DRS XVI, Fabiana Rodrigues. Além da presença do promotor do MP, Dr. Roberto de Campos Andrade.

A primeira mesa redonda será liderada pela psicóloga Mirsa Delossi e moradores das Residências Terapêuticas (Rts), para explorar o tema “RT: lugar onde é possível sonhar”. A outra mesa redonda terá a participação do MP e a Secretaria Estadual de Saúde para abordar “Portas abertas: acolher é um dever! O indivíduo na rede e no território”.

A última participação do evento será uma roda de conversa para profissionais da RAPS (Rede de Atenção Psicossocial) e integrantes da Universidade de Sorocaba (UNISO), para elaboração de projetos terapêuticos singular e institucional.

Sorocaba é referência em Saúde Mental

A Rede Municipal de Saúde Mental atualmente conta com oito CAPSs (Centro de Atenção Psicossocial), sendo três delas voltadas ao público infanto-juvenil. Em 2017, foram prestados cerca de 70 mil atendimentos médicos e multiprofissionais nas sete unidades. Sorocaba também mantém 40 Residências Terapêuticas que abrigam quase 400 moradores, egressos de hospitais psiquiátricos.

Desinstitucionalização da Saúde Mental

No dia 6 de março de 2018, a Prefeitura de Sorocaba realizou a alta dos quatro últimos pacientes do Hospital Vera Cruz e encerrou o processo de desinstitucionalização da Saúde Mental. Sorocaba também é a primeira cidade da região a cumprir o TAC (Termo de Ajuste de Conduta) referente a política de saúde mental.

Tags: