Secretária da Saúde solicita serviço de transplante de medula óssea e mais leitos a Sorocaba em viagem a Brasília

Por: Marcelo de Almeida Júnior - marcalmeida@sorocaba.sp.gov.br

A secretária Municipal da Saúde de Sorocaba, Dra. Marina Elaine Pereira, esteve mais uma vez em reunião na Esplanada dos Ministérios com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, nesta segunda-feira (5) para reivindicar melhorias à cidade e região. Dessa vez, o pedido foi para que o GPACI (Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil) seja habilitado até janeiro de 2019 para realizar o serviço de transplante de medula óssea. Outra demanda importante foi sobre a reforma da UTI da Santa Casa, que após realizada, poderá ampliar o número de leitos.

Segundo a secretária, o pedido foi para que o GPACI faça parte do PRONON (Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica), que serve para incentivar ações e serviços desenvolvidos por entidades, associações e fundações privadas sem fins lucrativos, que atuam no campo da oncologia. “A intenção é que Sorocaba, por meio do GPACI, realize os transplantes de medula óssea da cidade e região. Com essa habilitação, o GPACI também poderá ampliar a oferta de serviços e expandir a prestação médico-assistenciais, além de apoiar a formação, o treinamento e o aperfeiçoamento de recursos humanos, realizar pesquisas clínicas, epidemiológicas e experimentais”, relata.

Sobre a Santa Casa, o pedido foi para que o Ministério da Saúde envie repasses para a reforma da UTI do hospital, o que consequentemente haverá habilitação de mais leitos na cidade. “A Santa Casa hoje trabalha 100% ao SUS em Sorocaba. Será mais uma grande conquista do governo Crespo na área da Saúde com a reforma e a ampliação de leitos”, destaca a secretária.

O ministro da Saúde conta que vem acompanhando a cidade de Sorocaba com proximidade. “ Pude encontrar a secretária da Saúde de Sorocaba por três oportunidades. A primeira vez foi no município de Iperó e mais duas vezes aqui em Brasília. Estou vendo de perto a vontade dela em lutar pelas melhorias na saúde de Sorocaba”, conta.

Tags: