Secretária de Saúde encontra governador para solicitar melhorias para Sorocaba

Por: Marcelo de Almeida Júnior - marcalmeida@sorocaba.sp.gov.br

A secretária da Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, em continuidade ao empenho de buscar melhorias à saúde de Sorocaba, esteve em reunião com o atual governador do Estado de São Paulo, Márcio França. O encontro aconteceu na segunda-feira (23), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP).

Segundo a titular da pasta, foi reforçado mais uma vez a solicitação para o aumento do Teto Financeiro do Credenciamento de Serviços de Cardiologia, Ortopedia – Alta Complexidade e Oncologia. Pedido este já feito ao presidente Michel Temer, ao ministro da Saúde, Gustavo Occhi e ao secretário do Estado de Saúde, Marco Antonio Zago.

Aproveitando a situação atual sobre os casos de gripes, a secretária também pediu para que o medicamento Tamiflu (Oseltamivir), utilizado no tratamento de Síndrome Respiratória Aguda Grave, continue sendo enviado a Sorocaba para que os pacientes não fiquem desassistidos.

Apesar de ser responsável apenas pela saúde da cidade de Sorocaba, Dra. Marina destacou que muitos municípios da região necessitam de procedimentos que não possuem referência, como é o caso das cirurgias de laqueadura, bariátrica, biópsia de cabeça e pescoço, coluna, histeroscopia, mastologia e neurologia. Além dos exames de polissonografia, estudo urodinâmico, phmetria infantil, manometria infantil e videoglutograma. “Pedi ao governador que essas referências possam ser habilitadas em nossa região. Dessa forma, não só Sorocaba, mas as demais cidades da região possam ser contempladas”, explica a secretária.

Por fim, foi requerido a análise e avaliação de aumento das vagas ofertadas junto à Rede Hebe Camargo para tratamentos oncológicos e mais ofertas de cirurgias ginecológicas, de hérnias, de vesículas, ortopédicas, além de biópsias de próstata. “Possuímos esses procedimentos contratualizados, mas ainda não é o suficiente, por este motivo, foi solicitado mais ofertas do Estado para nos ajudar com as filas de espera”, conta Dra. Marina.

Tags: