Segundo dia de conferência conta com a presença de crianças e adolescentes

Por: Bruna Bernardini (programa de estágio) Supervisão: Marcelo Andrade

A XI Conferência Lúdica Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, teve o seu segundo dia de atividades nesta quinta-feira (29). A conferência, organizada pela Secretaria de Igualdade e Assistência Social (Sias), que acontece a cada dois anos, abordou o tema “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências” em seus dois dias de atividade.

O primeiro dia contou com a presença de advogados, assistentes sociais e educadores para a tomada de propostas, que posteriormente, serão transformadas em políticas públicas. De uma forma inédita, o segundo dia de atividades centenas de crianças e adolescentes, vindas de mais de 20 instituições, que debateram e questionaram sobre as decisões tomadas no dia anterior.

Segundo a Secretária de Igualdade e Assistência Social (Sias), Cíntia de Almeida, a presença desses jovens nas tomadas de decisão do Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDCA) é imprescindível, uma vez em que todo esse trabalho é dedicado as mesmas.

“Quando você compra um eletrodoméstico, ele vem com um manual completo de como e o que fazer. As crianças não vem assim: é preciso discernimento e educação para educá-las. Para isso, temos o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) que regulamenta as funções da família, comunidade e poder público”, afirmou a secretária.

A abertura do evento contou com uma breve apresentação da presidente do Conselho da Criança da OAB Sorocaba, Maria Elisa Soares, que abordou a importância do ECA e seus principais artigos.

Pra ilustrar o debate, o grupo “Pucalhaços”, composto por alunas das turmas de saúde da PUC Sorocaba, demonstraram de forma dinâmica e divertida os assuntos discutidos. Em seguida foi a vez do grupo de RAP “Beco das Minas”, que transformaram todo o estatuto em uma grande batalha musical, ao estilo livre, animando toda a criançada.

Além de um café da manhã reforçado para os presentes, a Sias ofereceu um almoço completo para todos: o famoso Arroz com Frango, querido pelos alunos da educação pública. Para a receita, foram utilizados 30kg de frango e 20kg de arroz, alimentando com fatura os jovens das instituições.

O período da tarde foi todo dedicado a aprovação e tomadas de decisões. Divididos nos cinco eixos (Garantias dos Direitos e Políticas Integradas e de Inclusão Social; Prevenção e Enfrentamento da Violência Contra Crianças e Adolescentes; Orçamento e Financiamento das Políticas para Crianças e Adolescentes; Participação, Comunicação Social e Protagonismo de Crianças e Adolescentes e Espaços de Gestão e Controle Social das Políticas Públicas de Criança e Adolescentes) os alunos se reuniram em grupos, onde os educares aplicaram dinâmicas que abordaram os temas propostos.

“Desta forma, o debate se torna mais interativo e leve para os jovens que ainda não possuem dimensão da importância desse momento”, afirmou a Presidente do CMDCA, Ana Lúcia Gardenal Beranger. As decisões tomadas serão encaminhadas ao Conselho Regional, Estadual e Nacional, para após a aprovação, retornarem ao município em forma de políticas públicas.

Tags: