Serviço de acamados realizou 7.596 visitas domiciliares no primeiro semestre

Por: Marcelo de Almeida Jr.

A Secretaria da Saúde (SES), por meio do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), realizou 7.596 visitas domiciliares no primeiro semestre de 2018. Mais conhecido como Acamados, o serviço possui 700 pacientes em acompanhamento.

O foco principal de atendimento são as pessoas com pós-internação (até 15 dias de alta), pacientes que realizaram de instalação de novos dispositivos (sondas e traqueostomia), AVC recente (derrame cerebral), pacientes oncológicos e indivíduos em recuperação pós-cirúrgica.

As visitas ocorrem de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, mesmo horário de funcionamento do serviço, nas regiões norte, leste e oeste de Sorocaba. Nelas, o paciente recebe visita do médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, assistente social e psicólogo, de acordo com a necessidade de cada caso.

De acordo com a coordenadora do SAD, Elizangela Leôncio de Souza, o serviço é indicado para pessoas que, estando em estabilidade clínica, necessitam de atenção à saúde em situação de restrição ao leito ou ao lar de maneira temporária ou definitiva. O SAD tem como objetivos a redução da demanda por atendimento hospitalar, a redução do período de permanência de usuários internados, a humanização da atenção à saúde com a ampliação da autonomia dos usuários e apoio da família e cuidador, explica Elizangela.

Manutenção de próteses dentárias

O SAD iniciou um importante e novo trabalho aos usuários do programa, trata-se de uma avaliação de próteses dentárias. A dentista Maria Angélica dos Reis explica que os pacientes acamados que utilizam prótese dentária, recebem visitas e são examinados para avaliar a necessidade de troca ou manutenção.

Reconhecimento pelo serviço

Recentemente, Mirian Soares Teixeira, filha de um ex-paciente do SAD, mandou um e-mail à Secretaria da Saúde para elogiar todo atendimento prestado ao seu pai. “Em todas as visitas realizadas pelas equipes, fomos acolhidos e confortados. Parecia que éramos uma só família”, ressaltou a cidadã. Mirian ainda destaca que enquanto seu pai esteve vivo, ele sempre teve um atendimento com muita paciência, simpatia e dedicação da equipe multiprofissional de saúde.

Acesso ao serviço

O acesso ao serviço é por meio do telefone 156 ou via UBSs, Unidades de Pré-Hospitalares (UPHs), Pronto-Atendimentos (PAs) e hospitais, desde que o paciente não resida em áreas que são atendidas por um outro programa, o de Estratégia em Saúde da Família (ESF).

A sede do SAD está localizada na Avenida Moreira César, 398 (antigo Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos – CEEJA), onde são realizados atendimentos aos cuidadores: serviço social, psicólogo, dispensação de insumos (como materiais para curativos, por exemplo) e documentos (receitas/atestados).

Tags: