Sorocaba deve atingir meta da campanha da gripe em breve

Por: Esdras Felipe Pereira (Programa de Estágio) Supervisão: Tânia Franco – ttferreira@sorocaba.sp.gov.br

A oito dias do fim da Campanha de Vacinação contra a Gripe, Sorocaba está perto de atingir a meta estabelecida de público-alvo imunizado (80%), conforme boletim divulgado nesta quinta-feira (12) pela Divisão de Vigilância Epidemiológica (DVE), da Secretaria da Saúde (SES). Para se ter uma ideia, de 30 de abril a 11 de maio, foram vacinadas 72,27% das 126.423 mil pessoas que englobam os chamados grupos prioritários (crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias; trabalhadores da área da saúde; gestantes; puérperas; e adultos com mais de 60 anos).

De acordo com a chefe da DVE/SES, Renata Guida Caldeira, a quantidade de pessoas vacinadas até 11 de maio não surpreende. Ela cita que era esperada a procura intensa pela imunização, levando em conta o aumento do número de casos da doença em relação a anos anteriores. “Esse era nosso objetivo: chegar bem perto da meta mesmo faltando alguns dias para o fim da campanha. Tudo pensando em diminuir os casos e evitar possíveis complicações”, explica.

Renata lembra que, em 2015, quando a campanha se iniciou em 4 de maio, cerca de 70% do público-alvo estava vacinado apenas em 4 de junho, o que demonstra maior interesse das pessoas em manter-se imunizadas neste ano.     Ainda conforme a chefe da DVE/SES, não há previsão para a chegada de novas doses da vacina na cidade.

Casos detalhados  

Levando em conta os chamados grupos prioritários, adultos com mais de 60 anos são os que mais procuraram pela vacina até 11 de maio (confira relação completa em anexo). Foram 55.173 doses aplicadas, o que representa a imunização de 83,71% das 65.906 pessoas que integram este público. Em seguida, estão as puérperas (após 45 dias de gestação). Houve vacinação de 839 delas, indicando 74,84% do total (1.121). E das 35.629 crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias, 25.622 (71,91%) foram vacinadas.

Os números mais preocupantes levam em conta trabalhadores da saúde e gestantes. No segundo caso, 52,87% (ou 3.606 grávidas) receberam a imunização, de um total de 6.820. No primeiro, sabe-se que 6.282 doses foram aplicadas, o que corresponde a 37,07% deste público (16.947 pessoas). Já no que se refere a portadores de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, 13.150 pessoas foram vacinadas. Neste caso, não há um número exato de munícipes que se encaixam no grupo.

       

Recomendações

A campanha prossegue até dia 20 de maio. Renata lembra que deve ser apresentada carteira de vacinação no ato da imunização. Quem tem comorbidade é preciso levar ainda receita médica ou identificação de medicamento usado em tratamento recente (no máximo um ano atrás). “Também aproveitamos para pedir paciência no caso de uma eventual falta de vacina em alguma UBS. A Vigilância está sempre trabalhando de maneira ágil para resolver esse tipo de problema”, conclui.

Tags:, ,