Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/sorocaba-reduziu-o-numero-de-mortes-no-transito-em-10-em-2017/
Acessado em: 22/07/2018 - 05h23

Sorocaba reduziu o número de mortes no trânsito em 10% em 2017

Por: Mariana Campos – comunicacao@urbes.com.br

 

O município já atingiu a meta da ONU, que é de reduzir 50% o número de vítimas no trânsito entre 2011 e 2020.

 

O número de mortes no trânsito na cidade de Sorocaba caiu 10% em 2017, comparado ao ano anterior, de acordo com os dados do Setor de Estatística da Urbes. No ano passado, foram 30 vítimas fatais. Em 2016, foram 33.

“A redução está relacionada à efetividade das ações de fiscalização, educação e engenharia do trânsito. No ano passado, foram três vidas poupadas, mas o nosso objetivo é um dia não termos nenhuma vítima fatal em Sorocaba”, destaca o presidente da Urbes, Luiz Carlos Franchim.

De acordo com a Urbes, entre as vítimas fatais em 2017 estão: 13 pedestres, 9 motociclistas, 3 garupeiros, 2 passageiros de veículo, 2 ciclistas e 1 motorista. No ano anterior, foram 12 motociclistas, 10 pedestres, 6 motoristas, 4 ciclistas e 1 passageiro.

Estes dados mostram a importância da Urbes continuar desenvolvendo ações, principalmente voltada aos pedestres, ciclistas e motociclistas, que são os elementos mais vulneráveis na mobilidade urbana.

 

Sorocaba já atingiu a meta da ONU

Os números da Urbes inclusive já atingiram a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU), que estabeleceu o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para Segurança no Trânsito”. A meta é que as cidades reduzam em, no mínimo, 50% o número de vítimas no trânsito até 2020.

A iniciativa, lançada em maio de 2011 em mais de 110 países, tem o objetivo de salvar milhões de vidas por meio de medidas como melhorar a gestão do trânsito, a segurança das vias e dos veículos, o comportamento dos usuários das vias e os serviços de emergência. De acordo com a ONU, cerca de 1,25 milhões de pessoas morrem a cada ano em acidentes de trânsito no mundo e são a principal causa de morte entre os jovens com idade ente 15 e 29 anos.

Em 2011, Sorocaba teve 74 mortes no trânsito. No ano seguinte, em 2012, o número reduziu para 50. Em 2013, foram 61 vítimas fatais. Em 2014, este número passou para 44. Em 2015 e 2016, ocorreram 33 mortes no trânsito e, em 2017, 30. Ou seja, houve uma redução de 60% dos acidentes.

 

O que está sendo feito

Responsável pela gestão do trânsito em Sorocaba, a Urbes promove durante todo o ano ações educativas diversas conscientizar pessoas de todas as idades sobre a importância de respeitar as leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e, assim, garantir um trânsito mais humanizado e seguro.

Em 2017, 464 ações educativas diversas que atingiram no total 95.023 pessoas de todas as idades. A ideia é preparar pedestres, motoristas, ciclistas e motociclistas a utilizarem o espaço viário com prudência, respeitando sempre as leis de trânsito.

Entre as atividades desenvolvidas ao longo do ano, semanalmente, foram do Programa de Trânsito “Faixa Viva”. O objetivo é de conscientizar à população da importância do respeito a todas as faixas de segurança das vias, para que o pedestre seja priorizado em sua travessia, garantindo a sua segurança e evitando atropelamento.

A área de Engenharia de Tráfego da Urbes também realiza ações permanentes para promover a segurança no trânsito, impedindo a travessia de pedestres em locais de maior vulnerabilidade, devido ao risco de atropelamentos.

Após análise técnica do setor responsável, entre as medidas adotadas em pontos estratégicos estão a implantação de faixas de pedestres, redutores de velocidade (lombada, faixa elevada, radar), gradis e semáforos, incluindo os destinados aos pedestres. A “lombofaixa” ou faixa elevada para travessia, por exemplo, é utilizada onde há grande concentração de pedestres e também a necessidade de redução de velocidade.

Outra campanha educativa realizada pela Urbes é o Motociclista Seguro, que visa conscientizar motociclistas sobre a condução segura. Entre as atividades estão as aulas práticas da Escola do Motociclista Seguro e blitze educativas.

Já volta aos ciclistas, a Urbes realiza semanalmente a Escola do Pedala e a Campanha “Pedale Seguro”, que visa orientar os ciclistas sobre como utilizar a bicicleta com segurança no trânsito, seja utilizando a ciclovia ou compartilhando a via com outros veículos.