Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/sorocaba-tera-uma-central-de-interpretacao-de-libras/
Acessado em: 10/12/2018 - 23h32

José Crespo implantará uma Central de Interpretação de Libras em Sorocaba


O prefeito José Crespo vai implantar no primeiro semestre de 2018 a Central de Interpretação de Libras (CIL) em Sorocaba . Viabilizada pela Secretaria de Igualdade e Assistência Social (Sias), a iniciativa ocorrerá numa parceria com o programa “Viver Sem Limite”, do Governo Federal.

O objetivo da CIL será de promover a inclusão social de pessoas com deficiência auditiva e facilitar o acesso a serviços, através da mediação da comunicação por meio da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), com serviços de tradução e interpretação.

Segundo o censo de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Desse total, 2.147.366 apresentam deficiência auditiva severa. Ainda de acordo com o IBGE de 2010, Sorocaba tem 28.728 pessoas com deficiência auditiva.

Para isso, a Prefeitura de Sorocaba vai contratar um profissional de Língua Brasileira de Sinais (Libras), que atenderá as pessoas com deficiência auditiva e os ouvintes. As pessoas que precisarem do auxílio deverão fazer o agendamento com a interlocutora para que ela preste este auxílio, por exemplo, numa consulta médica ou numa audiência na Defensoria Pública.

A Central de Interpretação de Libras funcionará no Centro Integrado e de Apoio à Pessoa com Deficiência (CIAPPD), localizado na rua João Gabriel Mendes, 351, na Vila Gabriel, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

 

Viver Sem Limite

Sorocaba aderiu ao “Viver Sem Limite” em dezembro de 2016, por meio da Secretaria de Igualdade e Assistência Social, com o intuito de melhorar a acessibilidade e inclusão da pessoa com deficiência.

O programa Viver Sem Limite foi lançado pelo Governo Federal no dia 17 de novembro de 2011, e é baseado no Plano Nacional de Pessoas com Deficiência, como resultado do compromisso político com a cidadania das pessoas com deficiência no Brasil. Tratando de um conjunto de políticas públicas estruturadas em quatro eixos: Acesso à Educação; Inclusão social; Atenção à Saúde e Acessibilidade.

 

Libras

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) existe desde 1857, quando os gestos usados pelos surdos foram misturados com a língua francesa de sinais. Porém em 1880, num congresso sobre surdez em Milão, foi proibida a utilização da língua de sinais em todo o mundo, considerando a leitura labial como a maneira mais eficiente de educar uma pessoa com deficiência auditiva.

Só em 2002 que o Governo Federal reconheceu a Libras como uma das línguas oficiais do Brasil, passando a dar mais visibilidade para a comunidade.