Sorteados do Carandá devem apresentar documentos exigidos

Por: Tânia Franco - ttferreira@sorocaba.sp.gov.br

O não comparecimento implica em risco de exclusão de atendimento pelo Programa Habitacional Jardim Carandá

Por meio de resolução publicada no Jornal “Município de Sorocaba” da última sexta-feira (9), a Secretaria da Habitação (Sehab) convocou 664 sorteados do residencial Jardim Carandá para apresentação de documentos exigidos pelo Banco do Brasil, órgão financiador das moradias. Essa é mais uma das etapas para tentativa de atendimento dos interessados no Programa Habitacional.

Algumas das exigências do BB referem-se à regularização do CPF na Receita Federal em virtude da alteração do estado civil, a apresentação de documentos inelegíveis, incompletos e com emendas e rasuras, além da efetiva comprovação do estado civil.

Para agilizar o atendimento, a Sehab estabeleceu o dia e o horário nos quais os sorteados devem comparecer para solucionar suas pendências. Mesmo assim, nos dois primeiros dias do chamamento, o número de candidatos ficou muito abaixo do esperado. Na segunda-feira (12), das 136 pessoas convocadas por meio do Jornal do Município, apenas 46 compareceram à Sehab. Nesta terça-feira (13) a situação não foi diferente e apenas 68 pessoas estiveram no segundo andar do Palácio dos Tropeiros para regularizar sua condição de sorteado ao Carandá; outros 136 haviam sido convocados.

O baixo comparecimento se traduz em prejuízo aos sorteados que, em virtude da ausência, serão excluídos do processo de tentativa de atendimento do Programa Habitacional Jardim Carandá. Outro fator de extrema relevância diz respeito ao prazo de entrega dos imóveis, visto que isso não acontece enquanto o número total de apartamentos disponibilizados (2.560) não estiverem com seus proprietários definidos, mediante a finalização da análise da demanda pelo órgão financiador.

Nesta sexta-feira, dia 16, a Secretaria da Habitação faz nova publicação no Jornal do Município trazendo outras convocações.

Tags:,