Terceira idade conhece os bastidores do zoo e o tratamento especial que os animais idosos recebem

Por: Mariana Campos – macampos@sorocaba.sp.gov.br

O Clube Ecológico “Roda Viva” participou manhã desta terça-feira (8) de uma visita guiada no Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”, onde tiveram a oportunidade de conhecer o setor de Veterinária e de Nutrição, os animais idosos que habitam o espaço ecológico e o cuidado e carinho que eles recebem de tratadores, biólogos e médico-veterinário do zoo.

Realizada pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), a atividade de Educação Ambiental, realizada em comemoração ao Dia Nacional do Idoso (1º de outubro) e ao aniversário de 51 anos de fundação do parque (20 de outubro), teve como objetivo resgatar as lembranças dos participantes sobre momentos vividos no zoo, além de criar uma conexão entre os idosos e os animais, sensibilizando o grupo para a conservação da natureza.

Eles tiveram a oportunidade de conhecer, por exemplo, a história e a rotina de cuidados especiais da Mel, uma mandril (Mandrillus sphinix) idosa e diabética, que chegou ao “Quinzinho de Barros” no dia 9 de setembro de 1986, vinda do zoológico de Piracicaba (SP). Desde que recebeu o diagnóstico da doença, após ter uma crise hiperglicêmica em 2007, Mel recebe cuidados especiais no zoo de Sorocaba, que inclui doses diárias de insulina e uma dieta alimentar balanceada, além de periodicamente fazer exames laboratoriais.

“Foi uma visita completa. Eles gostaram muito de conhecer o setor veterinário e de nutrição do zoo. E descobriram que lá têm animais idosos e que eles também fazem algum tipo de tratamento de saúde muito parecido como o que nós seres humanos temos que fazer”, comenta a educadora da Sema, Cristiane Crispim. “Eles ficaram impressionados com o cuidado e carinho da equipe do zoológico e como os animais são bem cuidados”, completa.

Os idosos também contaram histórias de antigamente, quando eram crianças e visitavam o zoo, e ainda puderam saber mais e até tocar na cobra-do-milharal e conhecer o Museu de Zoologia.

O “Quinzinho de Barros” é considerado um dos mais completos da América Latina e classificado no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) na categoria A, que é a mais elevada. Dos seus 150 mil metros quadrados, 17 mil são ocupados por um lago e outros 36 mil por vegetação natural da Mata Atlântica. O espaço reúne cerca de 1.200 animais de 300 espécies, com 70% deles pertencentes à fauna brasileira. É um dos maiores acervos da América Latina.

Além do lazer, o parque vem desempenhando ao longo desses anos um importante trabalho de conservação, pesquisa, bem-estar animal e educação ambiental, que são as cinco funções de um zoológico moderno.

O Parque Zoológico Municipal está localizado na rua Teodoro Kaisel, 883, na Vila Hortência, e funciona de terça a domingo, das 9h às 17h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3227.5454.
Sobre o “Roda Viva”

O grupo da terceira idade do Clube Ecológico “Roda Viva” frequenta semanalmente o Parque da Biquinha, às terças-feiras, das 9h às 11h. O objetivo é proporcionar encontros entre amigos do parque, envolvendo-os em atividades educativas e divertidas, adequadas para o público-alvo, proporcionando contato com a natureza.

Em cada semana, a equipe de Educação Ambiental da Sema prepara atividades variadas, como oficinas de arte e artesanatos, cultivo de canteiros e hortas, observação de aves, jogos cooperativos, atividades lúdicas, música, danças circular, entre outras.

O Parque da Biquinha está localizado na avenida Comendador Pereira Inácio, 1.112, no Jardim Emília. Mais informações sobre o clube podem ser obtidas pelo telefone (15) 3224.1997.

 

Tags: