Urbes atinge quase 100 mil pessoas com ações educativas de trânsito

Por: Mariana Campos – comunicacao@urbes.com.br

Responsável pela gestão do trânsito em Sorocaba, a Urbes – Trânsito e Transportes tem uma missão que vai muito além da fiscalização e da engenharia de trânsito. Com o objetivo de conscientizar pessoas de todas as idades sobre a importância de respeitar as leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e, assim, garantir um trânsito mais humanizado e seguro, a Urbes ofereceu durante todo o ano de 2017, 464 ações educativas diversas que atingiram no total 95.023 pessoas de todas as idades.

O trabalho envolveu uma equipe de educadores da Urbes, que semanalmente realizou uma programação variada, com capacitações, palestras, teatro-fantoche, minicidade de trânsito, blitze a respeito de diversos temas, Escola do Pedala, Escola do Motociclista, entre outras atividades, direcionadas a diversos públicos.

A ideia do órgão de trânsito do Município é preparar pedestres, motoristas, ciclistas e motociclistas a utilizarem o espaço viário com prudência, respeitando sempre as leis de trânsito.

 

Sobre as atividades

Uma das atividades desenvolvidas ao longo do ano, semanalmente, foram as ações lúdicas com os mímicos, as blitze educativas e as palestras do Programa de Trânsito “Faixa Viva”. O objetivo foi de conscientizar à população da importância do respeito a todas as faixas de segurança das vias, para que o pedestre seja priorizado em sua travessia, garantindo a sua segurança e evitando atropelamento. No total, 29.360 pessoas foram abordadas.

Outra ação realizada foi a minicidade de trânsito, que atingiu 2.200 crianças. Num circuito montado em diversos espaços de Sorocaba, meninas e meninos de 4 a 10 anos de idade tiveram a oportunidade de aprender sobre as regras de educação e segurança no trânsito.

Para isso, um circuito fictício é montado, com faixas de travessia de pedestres, semáforos e placas de sinalização. Em triciclos, as crianças se tornam pequenos motoristas e motociclistas e percorrem a minicidade. O resultado desta ação são crianças mais atentas e fiscalizadoras do público adulto, objetivando de forma indireta a redução de acidentes.

Outra ação realizada pela Urbes foi a Campanha Meu Tesouro, Meu Bebê, que atingiu 3.971 pessoas ao longo do ano. O intuito é de alertar à população sobre a necessidade do uso da cadeirinha para transportar crianças e também visa inteirar as futuras mamães de que devem também fazer o uso do cinto de segurança.

A equipe da Urbes explica sobre a importância do uso do dispositivo de segurança correto para as crianças, conforme a sua idade, peso e altura, e fez um apelo sobre a importância do cumprimento das leis de trânsito para que as crianças deixem de ser vítimas fatais em acidentes pelo não uso da cadeirinha. Os participantes ainda recebem um material com instruções e dicas sobre o tema.

Atualmente existem quatro dispositivos de segurança para preservar a integridade física das crianças durante o transporte em veículos: o bebê conforto (para crianças de até um ano de idade), a cadeirinha (para crianças com idade superior a um ano e inferior ou igual a quatro anos), o assento de elevação (para crianças com idade superior a quatro anos e inferior ou igual a sete anos e meio atrelado ao cinto de segurança de três pontos) e o cinto de segurança de três pontos (para crianças a partir de sete anos e meio no banco traseiro). A cartilha do programa pode ser conferida no site: www.urbes.com.br.

Instituições interessadas em receber atividades da Urbes podem entrar em contato pelo telefone (15) 3331.5000 ou pelo site www.urbes.com.br, através do serviço Fale Conosco.

 

 

 

 

 

 

 

Tags: