Endereço: http://agencia.sorocaba.sp.gov.br/vigilancia-em-saude-de-sorocaba-promoveu/
Acessado em: 17/07/2018 - 12h35

Vigilância em Saúde de Sorocaba promoveu encontro sobre enfrentamento da Influenza

Por: Marcelo de Almeida Júnior - marcalmeida@sorocaba.sp.gov.br

A Vigilância em Saúde de Sorocaba, pensando na importância das ações preventivas contra a gripe, promoveu na quinta-feira (12) um encontro sobre enfrentamento da Influenza. A apresentação ocorreu no Salão de Vidro do Paço Municipal e foi liderada pela médica infectologista e gestora da Vigilância em Saúde, Dra. Priscila Helena dos Santos, e pela enfermeira e chefe da Divisão Epidemiológica do Município, Daniela Malaquias. O evento contou com a participação de representantes das 32 Unidades Básicas de Saúde, das setes Unidades de Urgência e Emergência e hospitais da cidade.

Na primeira parte do bate-papo, a médica Priscila exibiu um material sobre o cenário atual epidemiológico em relação à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e aos casos identificados pelo vírus Influenza. Em Sorocaba, neste ano de 2018, foram notificados seis casos de SRAG, sendo descartado influenza em cinco casos e um caso ainda aguarda resultado. Até o momento, Sorocaba não registrou caso grave causado pelo vírus Influenza. A gestora também explicou sobre os critérios para notificação dos casos, manejo clínico, administração das doses de Oseltamivir (popularmente conhecido como Tamiflu), dispensação de medicamentos, quimioprofilaxia, coleta de amostras e medidas preventivas para a transmissão de doenças respiratórias em ambiente escolar e de trabalho.

Priscila ressaltou que segundo o Ministério da Saúde, a vacina da gripe que será disponível no Brasil nessa temporada contém proteção contra versão do H3N2, vírus que circulou com força no hemisfério norte em janeiro desse ano.

A Vigilância em Saúde de Sorocaba, pensando na importância das ações preventivas contra a gripe, promoveu na quinta-feira (12) um encontro sobre enfrentamento da Influenza. A apresentação ocorreu no Salão de Vidro do Paço Municipal e foi liderada pela médica infectologista e gestora da Vigilância em Saúde, Dra. Priscila Helena dos Santos, e pela enfermeira e chefe da Divisão Epidemiológica do Município, Daniela Malaquias. O evento contou com a participação de representantes das 32 Unidades Básicas de Saúde, das setes Unidades de Urgência e Emergência e hospitais da cidade.

Na primeira parte do bate-papo, a médica Priscila exibiu um material sobre o cenário atual epidemiológico em relação à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e aos casos identificados pelo vírus Influenza. Em Sorocaba, neste ano de 2018, foram notificados seis casos de SRAG, sendo descartado influenza em cinco casos e um caso ainda aguarda resultado. Até o momento, Sorocaba não registrou caso grave causado pelo vírus Influenza. A gestora também explicou sobre os critérios para notificação dos casos, manejo clínico, administração das doses de Oseltamivir (popularmente conhecido como Tamiflu), dispensação de medicamentos, quimioprofilaxia, coleta de amostras e medidas preventivas para a transmissão de doenças respiratórias em ambiente escolar e de trabalho.

Priscila ressaltou que segundo o Ministério da Saúde, a vacina da gripe que será disponível no Brasil nessa temporada contém proteção contra versão do H3N2, vírus que circulou com força no hemisfério norte em janeiro desse ano.

A chefe da Divisão Epidemiológica, Daniela Malaquias, ficou responsável pela apresentação da 20ª Campanha Contra a Gripe, que de acordo com o Governo Federal, acontecerá no período de 23 de abril a 01 de junho. No dia 12 de maio será realizado o “Dia D”, data da mobilização nacional. Daniela destacou que tanto as doses de vacinas como os insumos relativos à campanha (seringas, agulhas), ainda serão entregues pela Secretaria de Estado da Saúde.

A chefe da Divisão Epidemiológica, Daniela Malaquias, ficou responsável pela apresentação da 20ª Campanha Contra a Gripe, que de acordo com o Governo Federal, acontecerá no período de 23 de abril a 01 de junho. No dia 12 de maio será realizado o “Dia D”, data da mobilização nacional. Daniela destacou que tanto as doses de vacinas como os insumos relativos à campanha (seringas, agulhas), ainda serão entregues pela Secretaria de Estado da Saúde.

 

Influenza (Gripe)

A influenza (gripe) é uma infecção viral aguda, causada por vírus da família Ortomyxoviridae, que afeta o sistema respiratório, podendo ser responsável por epidemias sazonais, frequentemente associada ao aumento de taxas de hospitalização e óbito. O vírus é classificado em três sorotipos, A, B e C, sendo os subtipos A e B responsáveis por epidemias sazonais.

Após a transmissão, que ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos ou a partir do contato com superfícies contaminadas com secreções respiratórias, o período para manifestação dos sintomas varia de um a quatro dias, com recuperação na maioria dos casos dentro de uma a duas semanas. Crianças, gestantes, puérperas, idosos e pessoas com doenças crônicas podem apresentar formas graves da doença, podendo levar a morte.

 

Medidas de prevenção

Proteja o nariz e a boca. Cubra-os enquanto espirra ou tosse e use lenços descartáveis;

Evite tocar a boca e o nariz;

Lave as mãos com água e sabão e use álcool gel 70% regularmente, especialmente depois de tocar o nariz e a boca ou superfícies que possam estar contaminadas;

Melhore a circulação de ar abrindo as janelas;

Evite ficar por muito tempo em locais com grande aglomeração de pessoas;

Mantenha hábitos saudáveis: coma bem, durma bem e faça exercícios.