Workshop de fotografia para deficientes certifica participantes

Por: Supervisão Viviane Gonçalves, Thuanne Souza (Programa de Estágio)

Foto: Fernando Abreu

Ação foi realizada pela Secretaria de Comunicação e Eventos e contou com a participação voluntária do fotógrafo Fábio Rogério, do Jornal Cruzeiro do Sul.

Nesta quarta-feira (26), às 9h, no salão de vidro do Paço Municipal, a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Comunicação e Eventos (Secom), em parceria com as secretarias de Igualdade e Assistência Social (Sias) e Cidadania e Participação Popular (Secid), deu continuidade às comemorações ao Dia Nacional da Luta de Pessoas com Deficiência (21 setembro), com um workshop de fotografia voltado às pessoas com deficiência. O curso foi ministrado voluntariamente pelo fotógrafo Fábio Rogério, do Jornal Cruzeiro do Sul. O evento teve como principal objetivo reforçar a importância da realização de ações como meios de inclusão das pessoas com qualquer tipo de deficiência, em todos os âmbitos da sociedade, inclusive na arte.

Fábio começou contando a história da sua carreira para inspirá-los, mostrando que mesmo passando por diversos desafios, não desistiu, e que os sonhos podem se tornar reais independentes das circunstâncias. Na sequência, o profissional mostrou suas próprias fotografias, como o interior da Catedral Metropolitana de Sorocaba, descrevendo-as para os deficientes visuais presentes. Em um bate-papo falou sobre a técnica aplicada, a utilização de diferentes tipos de lentes, ângulos, enquadramentos e a criatividade, através do olhar artístico.

“Eu já ministrei palestras e cursos gratuitos de fotografia, mas com este tema, é a primeira vez, e desde a minha preparação percebo o quanto foi enriquecedor para mim. O assunto precisa de maior visibilidade e toda a população deveria participar de workshops como este para saber como lidar com as pessoas com deficiência, pois só com a integração, pode-se entender um pouco do que eles enfrentam dia a dia para se conscientizar em relação à inclusão, e até mesmo, ajudar um conhecido ou familiar”, declarou Fábio.

Para os cegos e deficientes visuais presentes, o profissional deu dicas essenciais sobre como tirar boas fotografias. Com a ajuda Priscila Castro, que é cega, Fábio ensinou algumas técnicas como: conhecer o objeto a ser fotografado, através do tato, sentindo suas dimensões e calor. Depois, ele orientou sobre qual a melhor distância para poder capturar uma boa imagem, e por último e também muito importante, é o apoio da máquina ou do aparelho celular no queixo. Com uma venda nos olhos, outros participantes que não possuem deficiência visual puderam repetir as recomendações e sentir na pele como é possível registrar mesmo com esta deficiência.

“Fico muito feliz em poder participar de um evento sobre fotografia, pensado também em nós”, declarou Priscila. Edi Wilson, que tem baixa visão, aproximadamente 10%, completa: Alguém pode até questionar o fato de um deficiente visual ir a um workshop de fotografia, mas o que eu posso contar a elas é que com essa inclusão, nós podemos também mostrar o nosso lado, como nós enxergamos a fotografia, como nos enxergamos o nosso arredor e o mundo. Parabenizo a Prefeitura pois todas as ações promovidas desde a semana passada, têm sido muito importantes para nós”.

A presidente da ONG- Movimento Mulheres em Ação Sorocaba (MMA), Elaine Cristina Santos, que também tem cerca de apenas 10% de visão, e contribuiu para a realizaão do workshop, falou sobre do seu amor pela arte de se expressar através da imagem. “A pessoa com deficiência pode e deve estar em todos os meios. Hoje com a ajuda do profissional eu descobri coisas que nem eu mesma sabia que era capaz, e que facilitam o meu dia a dia na hora de tirar uma fotografia, que eu tanto amo e espero ter mais tempo para explorar o que aprendi aqui hoje”, declarou.

“A Elaine nos propôs esse workshop e nos prontificamos a ajudar pois está no plano de governo do prefeito José Crespo e conta com a união de quase todas as secretarias que não medem esforços para isso. Vamos continuar promovendo este tipo de evento, pois, entendemos que todos nós somos iguais, com dificuldades diferentes, e isso precisa ser respeitado. Então, eu agradeço a presença de todos, e em especial ao Fábio, que voluntariamente veio nos proporcionar esse momento de grande valia”, destacou o Secretário de Comunicação e Eventos, Eloy de Oliveira.

A Secretária de Cidadania e Participação Popular, Suélei Gonçalves, parabeniza a Secom e afirma a importância do evento. “Todos os eventos que dão visibilidade a esse assunto são muito eficientes pois, quando você não se coloca no lugar do outro, você não entende o que se passa, então, quanto mais informação chegar ao cidadão, maiores são as conquistas dos direitos que essas pessoas tanto lutam e tanto precisam. Por isso, parabenizo a Secom por também promover uma ação em homenagem ao Dia Nacional de Luta de Pessoas com Deficiência”, afirmou.

Com um total de 40 pessoas inscritas, a Secretaria de Comunicação também foi responsável por certificar todos os presentes. O fotógrafo voluntário foi homenageado pela ação e logo após a oficina, conduziu os participantes a uma visita ao jornal Cruzeiro do Sul, para conhecer os setores, a redação e o museu que conta a história da imprensa sorocabana.

 

Tags:, , , ,